Você está aqui: Página Inicial > Acompanhe o Planalto > Notícias > 2016 > 10 > Temer defende diálogo na reforma da Previdência

Notícia

Temer defende diálogo na reforma da Previdência

Contas públicas

Presidente da República concedeu entrevista à rádio CBN e afirmou que irá conversar com centrais e com líderes partidários sobre o tema
por Portal do Planalto publicado: 11/10/2016 15h42 última modificação: 11/10/2016 15h46

O presidente da República, Michel Temer, afirmou que diálogo é a palavra chave para a reforma da Previdência. Durante entrevista à rádio CBN, ele antecipou alguns pontos da proposta, mas explicou que ainda há apenas um esboço. Uma primeira versão deve ser finalizada após sua volta da viagem à Índia e ao Japão.

A reforma da Previdência vai ser mais polemizada, mas vamos fazer todos os esclarecimentos possíveis”, observou. Ele ponderou que o governo prestou todas as informações e esclarecimentos necessários para a medida do teto dos gastos e que isso será intensificado na reforma da Previdência.

Temer defendeu a necessidade da medida e disse que vai conversar com as centrais sindicais e com os líderes partidários quando for o momento certo. “Se não fizermos algo nessa direção [uma reforma da Previdência], em dez anos, o cidadão vai bater na porta do poder público e não vai ter dinheiro para pagar”, argumentou.

“Embora possa não ter concordância, tem de asfaltar o terreno. Em uma matéria dessa natureza, não dá para tentar impor de cima para baixo”, ponderou o presidente. “A palavra chave é diálogo”, concluiu.

Previdência do serviço público

Ele explicou ainda que a reforma da Previdência será mais equânime entre os segmentos da sociedade. “Posso antecipar que não há mais distinção entre a Previdência geral e a Previdência dos servidores públicos. Esse é um ponto que já está definido”, afirmou

Fonte: Portal do Planalto