Você está aqui: Página Inicial > Acompanhe o Planalto > Notícias > 2016 > 10 > Rodrigo Maia: aprovação da PEC dará melhor condição de vida aos brasileiros

Notícia

Rodrigo Maia: aprovação da PEC dará melhor condição de vida aos brasileiros

PEC 241

Durante jantar com a base aliada, o presidente da Câmara disse que para ter dinheiro para saúde e educação é necessário ter o País equilibrado
por Portal Planalto publicado: 09/10/2016 23h37 última modificação: 10/10/2016 09h45
Foto: Beto Barata/PR Presidente da Câmara dos Deputados afirma que com a PEC 241 o Brasil voltará a crescer

Presidente da Câmara dos Deputados afirma que com a PEC 241 o Brasil voltará a crescer

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), afirmou que com a aprovação da proposta que cria um limite para os gastos, o Brasil voltará a crescer e os brasileiros terão uma melhor condição de vida. A fala dele ocorreu neste domingo (9), durante jantar com a base aliada do governo no Palácio do Alvorada.

Para Maia, se nada for feito, os problemas fiscais que podem ser observados em algumas unidades da federação, a exemplo do Rio de Janeiro, podem chegar ao governo federal. “É só olhar o meu estado, o Rio de Janeiro, para a gente ver se sobrou alguma coisa para pagar aposentado, salário ou para gastar com saúde e educação. Eu lhes garanto que não”, afirmou.

Ele argumentou que para que se tenha dinheiro para saúde, educação e para investimentos, é necessário ter o País equilibrado. “Para mim, esse é o grande mérito da matéria. Vamos equilibrar as contas públicas e garantir a 90% dos brasileiros, que não são servidores públicos, que eles vão ter condições de viver melhor”, observou.

O presidente explicou que essa crise não será resolvida com aumento de impostos. Afirmou que a sociedade não vai pagar a conta dessa vez e que o problema será resolvido onde ele foi criado, no governo federal e nos entes da federação.

“Temos aqui centenas de deputados, e amanhã vai chegar o resto da nossa base para que possamos dar o primeiro passo de muitos que daremos daqui para frente”, afirmou. “Estamos desde hoje mobilizados com a certeza de que amanhã será um grande dia”, disse.

Fonte: Portal Planalto