Você está aqui: Página Inicial > Acompanhe o Planalto > Notícias > 2016 > 10 > Para futuro secretário-geral da ONU, Brasil é referência em direitos humanos

Notícia

Para futuro secretário-geral da ONU, Brasil é referência em direitos humanos

Língua Portuguesa

António Guterres afirmou ao presidente Michel Temer que o País pode ser exemplo para importância do diálogo na solução de problemas globais
por Portal Planalto publicado: 31/10/2016 12h22 última modificação: 31/10/2016 15h54
Foto: Beto Barata/PR Temer recebeu o novo secretário-geral da ONU no Palácio do Planalto

Temer recebeu o novo secretário-geral da ONU no Palácio do Planalto

Eleito secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), o português António Guterres disse, nesta segunda-feira (31), ao presidente da República, Michel Temer, que o Brasil é um país democrático, comprometido com os direitos humanos e com uma política externa independente. Na sexta-feira (28), o País foi eleito para o Conselho de Direitos Humanos das Nações Unidas.

Na conversa com o presidente, Guterres reconheceu o papel do Brasil em respeitar os direitos humanos por seu valor, e não em razão de objetivos políticos e militares. Ele disse, ainda, que o País pode ser importante num momento em que o mundo caminha para a multipolaridade, de forma a demonstrar a universalidade desses direitos e ressaltar a importância do diálogo.

Recebido por Temer no Palácio do Planalto, Guterres foi eleito neste mês para o cargo de secretário-geral da ONU. Ele assumirá o posto em 1º de janeiro de 2017, no lugar de Ban Ki-moon.

Guterres veio ao Brasil para participar da reunião da XI Conferência de Chefes de Estado e de Governo da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), a convite de Temer.

Fonte: Portal Planalto