Você está aqui: Página Inicial > Acompanhe o Planalto > Notícias > 2016 > 10 > Novo plano de gestão da Petrobras devolverá confiança para companhia, diz Pedro Parente

Notícia

Novo plano de gestão da Petrobras devolverá confiança para companhia, diz Pedro Parente

Recuperação da Economia

Em entrevista ao jornal Financial Times, presidente da estatal detalhou como o novo direcionamento das ações vai ajudar a fortalecer economicamente a companhia e recuperar a confiança dos investidores estrangeiros
por Portal Planalto publicado: 15/10/2016 09h51 última modificação: 17/10/2016 10h39
Foto: Marcos Corrêa/PR Presidente Michel Temer  e Pedro Parente, presidente da Petrobras. Acordo garante independência nas decisões da  estatal

Presidente Michel Temer e Pedro Parente, presidente da Petrobras. Acordo garante independência nas decisões da estatal

O presidente da Petrobras, Pedro Parente, disse, em entrevista ao jornal Financial Times, acreditar que o Plano de Negócios e Gestão 2017-2021, divulgado em setembro, vai recuperar a reputação da companhia junto aos investidores internacionais. O foco das ações está em reduzir a dívida liquida da estatal, possibilitar o aumento da venda de ativos e revisar a política de vendas de combustível.

Pedro Parente ressaltou na entrevista que, desde que foi nomeado para o posto, em junho deste ano, teve a garantia do presidente Michel Temer de que a companhia teria independência para tomar decisões, e não seria mais usada politicamente pelo governo federal. Com isso, ficou acordado que os diretores da Petrobras seriam contratados por mérito, a racionalidade econômica ditaria a estratégia comercial e a companhia iria gerir a política de preço de combustíveis.

Esse novo direcionamento das tomadas de decisões da Petrobras dá uma boa oportunidade para ter sucesso com o plano de recuperação, afirma Parente. "É uma oportunidade única", disse na entrevista.

Redução do preço da gasolina e do diesel

Já como resultado da implementação do novo Plano de Negócios e Gestão, a estatal anunciou, nesta sexta-feira (14), redução no preço da gasolina (-3,2%) e do diesel (-2,7%) nas suas refinarias. Os novos valores já começam a ser praticados a partir deste sábado (15).

Segundo a companhia, essa nova política de preços leva em consideração dois fatores: a paridade com o mercado internacional – que inclui custos como frete de navios, custos internos de transporte e taxas portuárias – além de uma margem para remunerar riscos como, por exemplo, volatilidade da taxa de câmbio e dos preços.

Ainda de acordo com a Petrobras, a decisão de reduzir os preços do diesel e da gasolina neste momento levou em conta o crescimento das importações e também a sazonalidade do mercado mundial de petróleo.

A nova política prevê também avaliações mensais para revisar os preços dos combustíveis nas refinarias. Como o valor do diesel e da gasolina acompanhará a tendência do mercado internacional, a Petrobras informa que poderá haver manutenção, redução ou aumento nos preços praticados.

Petrobras reduz preço de gasolina e diesel

 Fonte: Portal Planalto, com informações da Petrobras