Você está aqui: Página Inicial > Acompanhe o Planalto > Notícias > 2016 > 10 > Moreira Franco: "O Japão vai voltar a investir no Brasil"

Notícia

Moreira Franco: "O Japão vai voltar a investir no Brasil"

Brasil no Japão

Secretário executivo do PPI explicou a empresários as regras e condições dos projetos de concessão em desenvolvimento no País
por Portal Planalto publicado: 18/10/2016 11h02 última modificação: 18/10/2016 12h28

O secretário executivo do Programa de Parceria de Investimentos (PPI), Moreira Franco, afirmou que os japoneses vão voltar a investir no Brasil. Ele acompanha o presidente da República, Michel Temer, em viagem ao Japão, programada para durar até amanhã (19).

Moreira participou de reuniões com empresários e entidades que representam o setor produtivo japonês. Apresentou a eles o PPI e explicou que a estabilidade política o Brasil também está criando melhores condições para os investidores estrangeiros.

“O esforço que estamos fazendo é no sentido de ampliar os investimentos no Brasil para que nós voltemos a crescer. Precisamos gerar empregos”, afirmou. Franco ressaltou que o País tem 12 milhões de desempregados e que esse número pode crescer se nada for feito. “Não podemos tolerar isso”, disse.

Ele lembrou que os japoneses investem no Brasil há mais de 50 anos e que há muitas oportunidades a serem exploradas. “Fizemos ontem e hoje reuniões com empresários no sentido de mostrar que várias mudanças de natureza regulatória, de modelagem de financiamento, de mais transparência estão sendo implementadas”, afirmou.

PEC 241

O secretário executivo ainda defendeu a importância da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 241 para que o País crie as condições necessárias para atrair novos investimentos e possa voltar a crescer. A proposta limita a expansão dos gastos públicos.

Segundo Moreira, para que possamos restabelecer condições de investimento e de emprego, além de voltar ter um ambiente macroeconômico adequado, o governo não pode gastar mais do que arrecada.

“Tem de poupar, tem de garantir segurança jurídica e tem de dar ao cidadão brasileiro e aos investidores internacionais confiança”, ponderou.

Ele reforçou que o Brasil é um País sério e respeitador das leis. Ele argumentou ainda que essas viagens do governo a outros países têm a função de reforçar essa imagem sobre o Brasil e de restabelecer e resgatar a confiança no País.

Fonte: Portal Planalto