Você está aqui: Página Inicial > Acompanhe o Planalto > Notícias > 2016 > 10 > Governo oferece capacitação, crédito e acesso ao mercado a microempreendedores

Notícia

Governo oferece capacitação, crédito e acesso ao mercado a microempreendedores

Apoio federal

Secretaria Especial da Micro e Pequena Empresa implementará o selo "Instituição Amiga do Empreendedor" às universidades com núcleo de apoio à capacitação dos microempreendedores
publicado: 05/10/2016 21h34 última modificação: 06/10/2016 15h20
Foto: Rogério Melo/PR José Ricardo Veiga (centro), da Secretaria Especial da Micro e Pequena Empresa, anunciou medidas de apoio às microempresas

José Ricardo Veiga (centro), da Secretaria Especial da Micro e Pequena Empresa, anunciou medidas de apoio às microempresas

Experiências bem-sucedidas em universidades e institutos federais de educação superior de orientação, capacitação e assistência aos microempreendedores serão amplificadas pelo governo federal. 

O projeto foi anunciado durante cerimônia de comemoração do Dia Nacional da Micro e Pequena Empresa, realizada no Palácio do Planalto nesta quarta-feira (5). Na ocasião, foram assinados termos de adesão entre o Ministério da Educação, a Secretaria Especial de Governo e instituições de ensino.

Segundo o secretário José Ricardo Veiga, da Secretaria Especial da Micro e Pequena Empresa, a ideia é que essas iniciativas indicadas tenham maior alcance junto ao público interessado. "O que nós estamos fazendo aqui é juntar forças, aumentar nossos braços para chegar a cada empreendedor. A gente pegou algumas universidades que têm essas iniciativas e vai fazer um trabalho de definir uma metodologia, um padrão que possa ser nacionalizado", afirmou.

Veiga explicou que todas as universidades que participarem da iniciativa vão ganhar um selo "Instituição Amiga do Empreendedor". "A partir daí o conselhos federais de administração e contabilidade vão nos ajudar a monitorar a qualidade, inclusive pra ter um feedback e melhorar também a capacitação levada ao empreendedor", destacou.

Crédito às micro e pequenas empresas

No evento, também foi anunciada a oferta de mais de R$ 30 bilhões em linhas de financiamento de bancos públicos e privados. São linhas específicas para compra de máquinas e equipamentos, treinamento e capacitação.

Para Joana dos Anjos Bezerra Oliveira, dona de uma loja de baterias automotivas, as linhas de crédito divulgadas vão trazem segurança aos negócios: "no dia a dia da minha empresa, isso [financiamentos] vai fazer com que eu possa ter melhor lucro, mais sucesso e trabalhar com mais alegria", comemorou Joana. "A situação do País está difícil. Então o nosso desafio é manter a sua empresa, então realmente é um apoio, fortaleza, uma segurança", disse.

Lourenço Faiad da Cunha, microempresário, também vê com alivio a possibilidade de poder contar com apoio financeiro a partir das linhas de empréstimos anunciadas: "Há perspectivas de crescimento e para fazer crescer sua empresa você precisa de crédito. Ter esse momento pra honrar os compromissos anteriores e mesmo pensar em expansão é muito importante". Cunha é dono de uma banca de revistas da família e de uma franquia. Ele pretende usar o dinheiro do crédito para investir na capacitação dos colaboradores.

Operador Logístico

Outro impulso para os microempresários é o fim da burocracia na hora de exportar. O decreto assinado durante a cerimônia institui a figura do Operador Logístico, que vai executar para a micro e pequena empresas os procedimentos operacionais da exportação de forma facilitada. Segundo José Ricardo Veiga, A partir da edição do decreto e da publicação de uma instrução normativa da Receita Federal, na próxima semana o Operador Logístico já pode entrar em operação.

Segundo dados da SEMPE, as micro e pequenas empresas representam 95% dos estabelecimentos do País.

Fonte: Portal Planalto