Você está aqui: Página Inicial > Acompanhe o Planalto > Notícias > 2016 > 10 > Em nota, Temer encoraja Colômbia a prosseguir na busca pela paz

Notícia

Em nota, Temer encoraja Colômbia a prosseguir na busca pela paz

Cessar-fogo

No domingo (2), a população colombiana decidiu rejeitar, em plebiscito, o acordo entre o governo do país vizinho e as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc)
por Portal Planalto publicado: 03/10/2016 15h10 última modificação: 03/10/2016 15h15

O presidente da República, Michel Temer, e o ministro das Relações Exteriores, José Serra, divulgaram nota nesta segunda-feira (3) na qual encorajam a Colômbia a prosseguir na busca por uma solução pacífica pela paz. No domingo (2), a população colombiana decidiu rejeitar, em plebiscito, o acordo entre o governo do país vizinho e as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), que estabelecia um cessar-fogo após mais de 50 anos de conflito armado.

“Tomamos conhecimento do resultado do plebiscito sobre o acordo de paz na Colômbia e respeitamos a opção da maioria dos eleitores colombianos. Consideramos que não se deve desistir da causa da paz no país. Nesse sentido, encorajamos o governo, as Farc e todas as forças políticas da Colômbia a prosseguirem na busca de uma solução pacífica para esse conflito de meio século que tanto sofrimento causou ao povo colombiano”, diz a nota.

O acordo de paz entre o governo colombiano e as Farc foi assinado no fim de setembro, em uma cerimônia realizada em Cartagena das Índias. O cessar-fogo previa a desmobilização dos guerrilheiros e a transformação das Farc em um movimento político. A decisão, no entanto, foi rejeitada por mais de seis milhões de colombianos, que votaram pelo não no plebiscito.

Mesmo com a decisão, governo e Farc declararam que, apesar do resultado, a “paz triunfará” na Colômbia, decisão que traz otimismo na busca por um novo acordo de paz definitivo, que continuará a ter o apoio do Brasil.

“Reafirmamos a nossa disposição de colaborar intensamente com a Colômbia e seu povo nesse esforço pela paz”, afirma a nota assinada por Temer e Serra.

Fonte: Portal Planalto