Você está aqui: Página Inicial > Acompanhe o Planalto > Notícias > 2016 > 10 > Apex-Brasil vê cúpula como oportunidade de aumentar exportações

Notícia

Apex-Brasil vê cúpula como oportunidade de aumentar exportações

Brasil no BRICS

Agência de promoção brasileira realiza missão empresarial à Índia com presença na BRICS Trade Fair, em Nova Délhi, e com rodada de negócios, em Mumbai
por Portal Planalto publicado: 14/10/2016 19h38 última modificação: 17/10/2016 11h57
Foto: José Cruz/Agência Brasil Para o presidente da Agência, Roberto Jaguaribe, encontro do bloco pode ampliar negócios bilaterais

Para o presidente da Agência, Roberto Jaguaribe, encontro do bloco pode ampliar negócios bilaterais

Paralelamente à VIII Cúpula do BRICS, a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) realiza uma missão empresarial na Índia desde a última terça-feira (11). A iniciativa envolve a participação na BRICS Trade Fair, em Nova Délhi, e a Rodada de Negócios, em Mumbai.

Em entrevista ao Portal Planalto, o presidente da Apex-Brasil, Roberto Jaguaribe, ressaltou que o encontro de cúpula favorece a promoção das exportações brasileiras e de oportunidades de investimento no País.

“Esses eventos têm sempre um marco político muito elevado, mais elevado possível, e com isso chamam muito atenção da mídia local. É um momento oportuno para se fazer uma divulgação, aumentar a visibilidade do Brasil (...) e marcar presença com as empresas e com o potencial de exportação do País”, afirmou.

Ele ressalta o grupo empresarial do BRICS organiza com frequência encontros e reuniões para a ampliação do comércio entre os países integrantes. E, como um dos resultados deste trabalho, é realizada pela primeira vez feira em paralelo com a o encontro de cúpula. O evento conta com estandes para apresentação de produtos e serviços de cada país, além de rodadas de negócios, fóruns de discussão e espaços para aproximação dos países com potenciais investidores.

Ampliação de negócios

A cúpula também gera um momento favorável para ampliação dos negócios bilaterais. É com esse objetivo que será realizada a rodada de negócios em Mumbai, principal centro industrial e comercial da Índia, com um dia de encontros pré-agendados entre os empresários brasileiros e compradores indianos selecionados pela agência e pelo setor de promoção comercial do Consulado em Mumbai, em parceria com o WTC (World Trade Center) local.

“É importante aproveitar para também fazer uma missão bilateral direta com a Índia, que é um país de grande relevância no cenário internacional e o nosso intercâmbio comercial tem crescido significativamente”, apontou Jaguaribe.

A Índia já é o terceiro maior parceiro comercial do Brasil na Ásia e o oitavo parceiro global. “Isso evidentemente dá uma posição de destaque, inclusive porque o potencial está muito longe de ter sido atingido”, avaliou.

Fonte: Portal Planalto