Você está aqui: Página Inicial > Acompanhe o Planalto > Notícias > 2016 > 09 > Temer fará discurso de abertura da Assembleia Geral da ONU, nos Estados Unidos

Notícia

Temer fará discurso de abertura da Assembleia Geral da ONU, nos Estados Unidos

Viagem internacional

Durante visita, presidente irá depositar ratificação do Acordo de Paris, participar de reunião de alto nível sobre refugiados e realizar encontro empresarial
por Portal Planalto publicado: 14/09/2016 20h48 última modificação: 17/09/2016 16h37
Foto: Itamaraty/Divulgação Para embaixador Fernando Simas Magalhães, "a importância da participação do Brasil se deve ao forte compromisso nosso com o multilateralismo", afimrou

Para embaixador Fernando Simas Magalhães, "a importância da participação do Brasil se deve ao forte compromisso nosso com o multilateralismo", afimrou

Em sua segunda viagem internacional, o presidente da República, Michel Temer, vai a Nova York (EUA) para abrir a 71ª Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU), na próxima terça-feira (20)

O tema principal do debate geral deste ano será “Os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, o impulso universal para transformar nosso mundo”, sucedendo o tema de 2015 quando foi aprovada a Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável.

A Assembleia Geral é o principal órgão deliberativo da ONU com representação de todos os seus 193 Estados membros. É nela que todos têm o mesmo voto, o mesmo poder. Desde 1949, o debate geral é tradicionalmente aberto pelo presidente brasileiro.

“A importância da participação do Brasil se deve ao forte compromisso nosso com o multilateralismo. Esse é um preceito da nossa Constituição e faz parte da nossa identidade como nação democrática”, afirmou o embaixador Fernando Simas Magalhãe, em encontro com jornalistas. Ele é subsecretário-geral de Assuntos Políticos Multilaterais, Europa e América do Norte.

O embaixador lembrou que o Brasil é um dos membros fundadores da ONU. “Temos tido e continuaremos a ter uma participação muito engajada e comprometida com os valores do multilateralismo. E as Nações Unidas constituem a principal organização multilateral”, ressaltou.

Na quarta-feira (21), o presidente Temer participará também do evento de alto nível em que se fará o depósito dos instrumentos de ratificação do Acordo de Paris sobre mudança do clima. O Brasil, ao lado de Estados Unidos e China, é uma das três principais economias do mundo que já ratificaram o acordo.

Paralelamente às atividades na ONU, Temer realizará encontros bilaterais com os presidentes da Nigéria, de Portugal e do Uruguai. Reuniões com outros países ainda podem entrar na agenda. Além disso, Temer se encontrará também com o presidente do Fórum Econômico Mundial, Klaus Schwab, que apresentará os planos para a realização do encontro da instituição em 2017 em Davos, na Suíça.

Encontro empresarial

Ainda na quarta-feira (21), Michel Temer também participará de dois eventos para  apresentar oportunidades de negócios e de investimentos no Brasil. O primeiro é uma reunião privada com um grupo de 20 a 25 executivos representantes de fundos de investimento. Na sequência, irá a almoço ampliado com a participação de empresários.

O encontro é uma realização conjunta do Conselho das Américas e da Câmara de Comércio Brasil-Estados Unidos.

Reunião de alto nível sobre refugiados

Antes de participar da Assembleia Geral, o presidente Michel Temer participa, na segunda-feira (19), de uma reunião de alto nível sobre migrantes e refugiados, que foi convocada pelo secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon. O encontro busca uma maior coordenação internacional na resposta a esses fenômenos.

Ao final da reunião, será aprovada uma decisão política que dará início a um processo de negociação sobre refugiados que pode se estender até 2018 quando dois pactos globais serão adotados: “Sobre o compartilhamento de responsabilidades relativas aos refugiados” e “Migrações seguras, regulares e ordenadas”.

 

Fonte: Portal Planalto