Você está aqui: Página Inicial > Acompanhe o Planalto > Notícias > 2016 > 09 > PEC que limita gastos públicos deve ser votada em novembro, diz Rogério Rosso

Notícia

PEC que limita gastos públicos deve ser votada em novembro, diz Rogério Rosso

Articulação Política

Rogério Rosso diz que aprovação da PEC 241 é de "extrema importância" para o governo ajustar as contas públicas
por Portal Planalto publicado: 15/09/2016 18h08 última modificação: 14/10/2016 17h39
Luis Macedo / Câmara dos Deputados Deputados da base aliada da Câmara discutem com Temer sobre votação da PEC que limita gastos públicos

Deputados da base aliada da Câmara discutem com Temer sobre votação da PEC que limita gastos públicos

O presidente da República, Michel Temer, almoçou, nesta quinta-feira (15), no Palácio do Planalto, com líderes da base aliada da Câmara dos Deputados. No encontro, Temer discutiu com os deputados a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 241, que limita o teto de gastos das contas públicas.

Presente no encontro, o deputado Rogério Rosso (PSD/DF) disse, em entrevista ao Portal Planalto, que a base aliada tratará o tema com a máxima urgência. “A expectativa é discutir e colocar [a PEC] para votação na Comissão Especial na primeira semana de outubro e aprovar nos dois turnos do plenário da Câmara em novembro”, explicou o deputado.

Rosso reiterou a importância do projeto para o ajuste das contas do governo. “Essa PEC é um marco. Sem ela, o País não vai conseguir sair da crise fiscal.”

O deputado aproveitou para elogiar a relação harmoniosa entre a base parlamentar e o presidente Michel Temer. “É uma relação muito tranquila. Temer tem o perfil do diálogo, de conversar com a bancada, com os líderes. Ele usou o horário de almoço dele para discutir esse tema conosco.”

Além de Rosso, também estiveram presentes no almoço no Palácio do Planalto os deputados André Moura (PSC/SE), Aelton Freitas (PR/MG), Aguinaldo Ribeiro (PP/PB), Baleia Rossi (PMDB/SP), Jovair Arantes (PTB/GO), Márcio Marinho (PRB/BA) e Paulinho da Força (SD/SP).

Fonte: Portal Planalto