Você está aqui: Página Inicial > Acompanhe o Planalto > Notícias > 2016 > 09 > Pátria de 8,8 mil refugiados, Brasil terá protagonismo em reunião sobre migrantes

Notícia

Pátria de 8,8 mil refugiados, Brasil terá protagonismo em reunião sobre migrantes

Brasil na ONU

Ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, destaca que Temer abordará as políticas que atendem os cerca de 8,8 mil refugiados que vivem no País
por Portal Planalto publicado: 18/09/2016 16h10 última modificação: 18/09/2016 16h41
Política de migração segura será uma das prioridades das discussões na ONU, destaca Alexandre de Moraes

Política de migração segura será uma das prioridades das discussões na ONU, destaca Alexandre de Moraes

O Brasil será representado pelo presidente da República, Michel Temer, em reunião de Alto Nível da Assembleia Geral das Nações Unidas sobre Grandes Movimentos de Refugiados e Migrantes, que acontece nos dias 19 e 20 de setembro, no âmbito da 71ª Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU).

Em entrevista ao Portal Planalto, o ministro da Justiça e Cidadania, Alexandre de Moraes, que faz parte da delegação, mencionou que Temer abordará as políticas que atendem os cerca de 8,8 mil refugiados que vivem no País. Durante o encontro, o governo brasileiro também irá discutir o Pacto Global para Migrações Seguras, Regulares e Ordenadas.

"O governo brasileiro, por orientação do presidente Michel Temer, vem dando total apoio aos refugiados que procuram o Brasil", lembrou Alexandre de Moraes, que acrescentou que "o Brasil dá exemplo nisso com relação ao mundo”. “Nós tivemos já uma grande leva de refugiados na questão do Haiti, já temos sírios também refugiados aqui e vamos, na reunião nos EUA com o presidente Michel Temer, estabelecer novas metas, mostrar todo trabalho de inclusão que o governo Michel Temer vem fazendo com refugiados."

Na segunda-feira (19), segundo a programação do evento, o presidente Michel Temer participará de uma reunião sobre o assunto convocada pelo secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon. O objetivo é iniciar processo de negociação do Pacto Global sobre o Compartilhamento de Responsabilidades relativas a Refugiados e um Pacto Global sobre Migrações Seguras, Ordenadas e Regulares, que podem ser adotados em 2018.

Na terça-feira (20), Temer participa de cúpula de Líderes sobre Refugiados, promovida pelo governo norte-americano, também na Sede das Nações Unidas, em Nova York. A intenção é garantir o compromisso de países convidados a apoiarem programas de acolhimento a refugiados. É esperado que o governo brasileiro anuncie uma série de novas medidas e renovações de políticas públicas destinadas a migrantes e refugiados.