Você está aqui: Página Inicial > Acompanhe o Planalto > Notícias > 2016 > 09 > Temer faz nesta terça discurso de abertura da Assembleia Geral da ONU

Notícia

Temer faz nesta terça discurso de abertura da Assembleia Geral da ONU

Brasil na ONU

Presidente brasileiro abordará a liderança do Brasil nos debates sobre o Acordo de Paris, a respeito da mudança do clima
por Portal Planalto publicado: 19/09/2016 19h29 última modificação: 20/09/2016 15h18

O presidente da República, Michel Temer, faz nesta terça-feira (20) o discurso de abertura da 71ª Assembleia Geral das Nações Unidas. Esta é a primeira participação de Temer na Organização das Nações Unidas (ONU).

O evento discutirá "Os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável: um impulso universal para transformar nosso mundo”. A Assembleia é o principal encontro político da ONU e reúne todos os chefes de Estado dos 193 países-membros.

O embaixador Antonio Patriota, representante permanente do Brasil nas Nações Unidas, destaca que o Brasil tradicionalmente abre, há mais de 60 anos, a Assembleia Geral. "Uma das tradições é essa: o Brasil, como primeiro orador, e os Estados Unidos como segundo, na condição de país anfitrião", diz o embaixador, reforçando a importância do Brasil na discussão dos grandes temas globais. "Isso reflete a credibilidade do Brasil, o compromisso do Brasil com a diplomacia multilateral", explica.

De acordo com Patriota, o discurso do presidente Michel Temer na abertura do evento é bastante esperado, uma vez que o Brasil é uma das principais lideranças nos debates que levaram ao Acordo de Paris sobre a mudança do clima.

Já o ministro das Relações Exteriores, José Serra, ressalta os avanços que o Brasil já fez para alcançar, nos próximos anos, as metas estabelecidas no Acordo de Paris.

 "O Brasil é um dos países mais avançados nessa matéria. Matéria ambiental, de clima, o Brasil, talvez, é o país em melhor situação no mundo ou, pelo menos, entre os que estão em melhor situação", reforçou o chanceler, que também faz parte da comitiva brasileira em Nova York.

Serra afirma, ainda, que o presidente da República vai tratar, em seu discurso, dos princípios defendidos pelo Brasil, como a paz, os direitos humanos e o desenvolvimento sustentável.