Você está aqui: Página Inicial > Acompanhe o Planalto > Notícias > 2016 > 09 > Em 1º dia como presidente em exercício, Rodrigo Maia recebe parlamentares

Notícia

Em 1º dia como presidente em exercício, Rodrigo Maia recebe parlamentares

Articulação política

Ministros, senadores e deputados foram recebidos por Rodrigo Maia, na manhã desta quinta-feira (1º), no Palácio do Planalto
por Portal Planalto publicado: 01/09/2016 15h55 última modificação: 01/09/2016 16h44
Foto: Gustavo Lima/Câmara dos Deputados Presidente em exercício, Rodrigo Maia, recebeu ministros, senadores e deputados federais

Presidente em exercício, Rodrigo Maia, recebeu ministros, senadores e deputados federais

O presidente da República em exercício, Rodrigo Maia, recebeu, nesta quinta-feira (1º), ministros, senadores e deputados federais para tratar das pautas e votações no Congresso Nacional que possam contribuir para o crescimento do País.

O deputado federal Antonio Imbassahy (PSDB-BA) destacou a importância das votações na Câmara sobre as medidas de ajuste econômico.

“Temos de fazer a nossa parte, e a nossa parte é votar medidas de austeridade, de contenção de gastos, que deem essa sinalização para os investidores e para a população de que o Brasil é capaz”, enfatizou o líder da bancada do PSDB na Câmara dos Deputados.

O deputado lembrou que o presidente Michel Temer foi três vezes presidente da Câmara dos Deputados. Por isso, destacou Imbassahy, “Temer tem capacidade de unir os partidos da base aliada com o objetivo de reduzir o desemprego e recuperar a renda das famílias.”

O deputado federal demonstrou otimismo e confiança no novo rumo que o Brasil está tomando para o crescimento econômico. “Você não pode, de forma nenhuma, neste momento, deixar de ter uma base sólida, robusta, ampliada, pensando no País. O que nos interessa, agora, é fazer uma nova pauta que possa trazer benefício para a população. Tem sido esse o interesse do presidente Michel Temer e tem sido também essa a resposta da base que ele conseguiu em pouco tempo conquistar no Congresso Nacional”, avalia o deputado.

Fonte: Portal Planalto