Você está aqui: Página Inicial > Acompanhe o Planalto > Notícias > 2016 > 09 > Brasil mostrará que é seguro para investimentos, diz presidente da Apex

Notícia

Brasil mostrará que é seguro para investimentos, diz presidente da Apex

Relações Internacionais

Um dos integrantes da comitiva coordenada pelo presidente Michel Temer na viagem à China, Jaguaribe reforça potencial do Brasil para receber recursos estrangeiros
por Portal Planalto publicado: 02/09/2016 19h07 última modificação: 02/09/2016 20h32
Presidente da Apex, Roberto Jaguaribe, participa da comitiva coordenada pelo presidente Michel Temer na viagem à China

Presidente da Apex, Roberto Jaguaribe, participa da comitiva coordenada pelo presidente Michel Temer na viagem à China

Em viagem à China, o Brasil mostrará que é um país de instituições sólidas e um porto-seguro para receber investimentos de alta qualidade. A afirmação é do presidente da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex), o embaixador Roberto Jaguaribe. 

Um dos integrantes da comitiva coordenada pelo presidente Michel Temer na viagem à China, Jaguaribe reforçou que  o governo preocupou-se em apresentar as grandes oportunidades de investimentos, além de informações que comprovem que o País  permanece aberto e seguro ao aporte de recursos estrangeiros. 

“Vamos mostrar como o Brasil virou um país maduro, democraticamente seguro, de instituições sólidas, e um lugar para investimentos de alta qualidade. Historicamente sempre foi”, afirmou.

Em sua primeira viagem como presidente da República, Michel Temer aproveitou a reunião de líderes do G-20, que será realizada na cidade de Hangzhou, para buscar parcerias e investimentos no Brasil.

Na sexta-feira (2), foram assinados nove acordos de cooperação e investimentos entre chineses e brasileiros.

Para Jaguaribe, a carência do Brasil no setor de infraestrutura pode ser uma grande oportunidade de investimentos. “Isso vale, inclusive, para a China, porque ela é muito demandante de matérias-primas brasileiras, o que requer muita melhoria na logística e na infraestrutura”, destacou.