Você está aqui: Página Inicial > Acompanhe o Planalto > Notícias > 2016 > 08 > Temer discute reforma fiscal com líderes da base

Notícia

Temer discute reforma fiscal com líderes da base

Articulação política

Em reunião no Palácio do Jaburu, o presidente em exercício pediu esforço do Congresso para aprovar a PEC dos gastos públicos e a renegociação da dívida com os estado
por Portal Planalto publicado: 01/08/2016 17h02 última modificação: 01/08/2016 17h02
Foto: Beto Barata/PR Presidente em Exercício Michel Temer durante reunião com líderes da base aliada na Câmara dos Deputados. A reforma fiscal foi o principal assunto do encontro.

Presidente em Exercício Michel Temer durante reunião com líderes da base aliada na Câmara dos Deputados. A reforma fiscal foi o principal assunto do encontro.

O presidente em exercício, Michel Temer, se reuniu nesta segunda-feira (1º) com líderes da base aliada na Câmara dos Deputados para discutir a atuação do governo no Congresso Nacional para aprovação de duas medidas importantes para a reforma fiscal: a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que limita os gastos públicos para as despesas primárias e a renegociação da dívida com os estados.

“É a reforma das reformas”, disse o ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha. “Por certo o Congresso Nacional trará contribuições para aperfeiçoar a proposta colocada pelo governo, mas o cidadão brasileiro poderá saber, a partir da aprovação desta lei, que nós vamos, sim, ter condições de voltar a pensar em recuperar a capacidade de investimento do Estado brasileiro”, completou o ministro.

Sobre a renegociação das dívidas estaduais, o líder do governo na Câmara, deputado André Moura (PSC-SE), acredita que a matéria será votada ainda nesta semana. “Com o compromisso de todos os líderes, construindo um entendimento com todos os interessados na matéria, a exemplo do judiciário, do Ministério Público, do Tribunal de Contas e servidores públicos como um todo”.

Já a PEC que limita os gastos públicos à variação da inflação do ano anterior deve ser votada na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara dos Deputados também esta semana para que o texto possa seguir para a criação de uma Comissão Especial.

“A reunião mostra o comprometimento de toda a bancada, de todos os líderes da base do governo em votar as matérias importantes para o País, que vão permitir a retomada do crescimento e a estabilidade da economia”, disse o deputado.