Você está aqui: Página Inicial > Acompanhe o Planalto > Notícias > 2016 > 08 > “O diálogo é o que vai tirar o Brasil da crise”, afirma Rodrigo Maia após encontro com Temer

Notícia

“O diálogo é o que vai tirar o Brasil da crise”, afirma Rodrigo Maia após encontro com Temer

Articulação

Presidente da Câmara destaca postura de diálogo demonstrada pelo Executivo para aprovação de medidas importantes para a retomada do crescimento econômico
por Portal Planalto publicado: 22/08/2016 18h43 última modificação: 23/08/2016 15h55
Foto: Beto Barata/PR Presidente em exercício, Michel Temer, durante almoço com o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, e os líderes dos partidos na Câmara

Presidente em exercício, Michel Temer, durante almoço com o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, e os líderes dos partidos na Câmara

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, afirmou, nesta segunda-feira (22), que a sociedade espera que Executivo e Legislativo atuem em harmonia na aprovação de medidas fundamentais para recolocar o País na rota do crescimento econômico, como as do ajuste fiscal. O parlamentar apontou que esse cenário tem sido favorecido pela postura de diálogo do governo. 

Maia falou com exclusividade ao Portal Planalto, em sua residência oficial, após almoço do presidente em exercício Michel Temer com líderes da base aliada.

“O diálogo é o que vai tirar o Brasil da crise, a sociedade tem essa clareza. Com diálogo, com harmonia, com paciência, que eu tenho certeza que os parlamentares têm e o presidente Michel também tem, nós vamos conseguir tirar e superar a crise que o Brasil vive neste momento”, declarou.

O presidente da Câmara destacou que o perfil do presidente Michel Temer, que veio do Legislativo, “dá a ele condições para compreender melhor qual é o ambiente de aprovação das matérias que são fundamentais para o Brasil. E esse ambiente é o diálogo”.

Pauta do encontro

No encontro foram discutidas a votação do Projeto de Lei Complementar (PLP) que trata da renegociação da dívida dos Estados com a União e a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que limita o crescimento dos gastos públicos. As duas medidas fazem parte do ajuste fiscal do governo.

A votação do novo modelo de partilha para exploração do pré-sal, que deve ocorrer até a próxima semana, também foi tratada na reunião. Maia avaliou que essa medida é muito importante para destravar os investimentos privados no setor de petróleo.

Fonte: Portal Planalto