Você está aqui: Página Inicial > Acompanhe o Planalto > Notícias > 2016 > 08 > Blairo Maggi: acordo com EUA abre acesso a Japão, Canadá e Coreia do Sul

Notícia

Blairo Maggi: acordo com EUA abre acesso a Japão, Canadá e Coreia do Sul

Exportações de carnes

Ministro da Agricultura avalia que Brasil ganha selo de qualidade com a abertura dos EUA para a carne bovina in natura. Potencial é de US$ 900 milhões por ano em vendas
publicado: 01/08/2016 18h54 última modificação: 01/08/2016 22h20
Foto: Beto Barata / PR Presidente em exercício, Michel Temer, e ministro da Agricultura, Blairo Maggi, durante cerimônia

Presidente em exercício, Michel Temer, e ministro da Agricultura, Blairo Maggi, durante cerimônia

O ministro da Agricultura Pecuária e Abastecimento, Blairo Maggi, afirmou, nesta segunda-feira (1), que o acordo que abre o mercado norte-americano para a carne bovina brasileira in natura muda o status do Brasil. “Nos coloca na primeira classe mundial em sanidade animal”, avalia o ministro.

Ele explica ainda que esse acordo tem um significado especial porque permitirá dar acesso a mercados como Japão, Canadá e Coreia do Sul.

“Esses países seguem o modelo americano. Também tem alguns países da América Central que não têm sistema de controle e também usam o padrão americano”, explicou Maggi. Segundo ele, só com os EUA, o potencial de receitas com exportações é de US$ 900 milhões.

Sanidade animal no Brasil

O ministro observa que esse acordo dá ao Brasil o mesmo status que o dos Estados Unidos do ponto de vista de sanidade animal. Ele pondera, ainda, que isso é um reconhecimento pelo investimento em pessoal, infraestrutura e na defesa sanitária.

“O lucro está chegando agora”, observa. “Para quem quer sair de 7% de participação no total das exportações mundiais para 10% é um passo importante”, argumenta. Ele diz, ainda, não ter dúvidas de que o Brasil será competitivo nos EUA e nos novos mercados que puder acessar.