Você está aqui: Página Inicial > Acompanhe o Planalto > Notícias > 2016 > 08 > Governo lança campanha para conscientizar população sobre combate a queimadas

Notícia

Governo lança campanha para conscientizar população sobre combate a queimadas

Ação social

Em pronunciamento, ministro do Meio Ambiente, José Sarney Filho, chama a atenção para aumento dos incêndios e alerta para riscos à fauna e à flora
por Portal Planalto publicado: 02/08/2016 20h33 última modificação: 11/08/2016 22h01

Em pronunciamento em cadeia nacional de rádio e televisão nesta terça-feira (2), o ministro do Meio Ambiente, José Sarney Filho, fez um alerta à população para que evitem queimadas desnecessárias em áreas de matas, o que pode contribuir para elevar os casos de incêndios florestais principalmente nas Regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste do País.

“A seca dos dois últimos anos fez com que o Brasil tivesse, nos últimos meses, a maior quantidade de incêndios registrados até hoje para esta época. Este, que é um período tradicionalmente seco, está apenas começando. A situação tende a piorar. Corremos o risco de enfrentar uma grande tragédia, já que os incêndios prejudicam a saúde, a produção agropecuária e de água, a distribuição de energia elétrica, o solo, a atmosfera, a fauna e a flora”, diz o ministro, no pronunciamento em cadeia nacional de rádio e televisão.

Na mensagem, Sarney filho reforça que a prevenção dos incêndios é prioridade para o governo federal e pede a contribuição de cada brasileiro para combater os incêndios. “Evite acender fogueiras, soltar balões, jogar pontas de cigarros acesa e fazer queimadas, por menores que sejam.”

O ministro diz, ainda, que o governo federal, por meio do Ministério do Meio Ambiente, do Ibama e do Instituto Chico Mendes, está fiscalizando queimadas criminosas e, principalmente, orientando os produtores rurais no preparo da terra, utilizando as melhores práticas.

Por fim, o ministro reforça o número da Linha Verde (0800 618080) para que a população tire dúvidas sobre como fazer prevenção e combate aos incêndios e dá um alerta: “Fogo no mato, prejuízo de fato”, conclui.

Fonte: Portal Planalto