Você está aqui: Página Inicial > Acompanhe o Planalto > Notícias > 2016 > 07 > Temer inaugura a Linha 4 do metrô do Rio de Janeiro

Notícia

Temer inaugura a Linha 4 do metrô do Rio de Janeiro

Infraestrutura

Desejo antigo dos cariocas, o novo trecho é o maior legado em mobilidade que o Rio ganhará com os jogos
por Portal Planalto publicado: 30/07/2016 12h31 última modificação: 01/08/2016 13h15
Exibir carrossel de imagens Isac Nóbrega/PR Novo trecho do metrô do Rio é o maior legado em mobilidade que a cidade ganhará com os jogos

Novo trecho do metrô do Rio é o maior legado em mobilidade que a cidade ganhará com os jogos

A seis dias da abertura dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016, o presidente em exercício, Michel Temer, vai até o Rio de Janeiro (RJ) neste sábado (30) para inaugurar a Linha 4 do metrô, que vai ligar as zonas Oeste e Sul da cidade. Desejo antigo dos cariocas, o novo trecho é o maior legado em mobilidade que o Rio ganhará com os jogos. Ao todo, 300 mil pessoas usarão a linha todos os dias, retirando das ruas cerca de dois mil veículos por hora/pico.

“A Linha 4 do metrô é um sonho de mais de 30 anos da população carioca. É um projeto que foi tirado do papel a partir de 2010 com a vitória da cidade para receber a Olimpíada Rio 2016”, conta o secretário de Transportes do Rio de Janeiro, Rodrigo Vieira.

São 16 quilômetros de trilhos e cinco estações que estão conectadas ao sistema metroviário, a partir de Ipanema, e aos BRTs da Prefeitura, na estação Jardim Oceânico, na Barra da Tijuca. A sexta estação, da Gávea, será entregue em 2018. Todas as instalações foram construídas de forma a garantir a acessibilidade dos passageiros, com escadas rolantes, elevadores e rampas.

O investimento na construção da Linha 4 foi de R$ 9,7 bilhões, sendo que R$ 8,5 bilhões foram recursos usados pelo governo estadual, com financiamento de bancos ofciais. “O Estado utilizou recursos próprios e de financiamentos, com destaque para os financiamentos concedidos pelo BNDES e pelo Banco do Brasil”, explica o secretário.

Funcionamento

O funcionamento da Linha 4 será gradativo. Neste sábado (30), funcionará em caráter de testes para os credenciados na Olimpíada. A partir do dia 5 de agosto, início da competição, além dos credenciados, os portadores de ingressos para os jogos também poderão usar os trens.

Após a Paralimpíada, no dia 19 de setembro, a linha será aberta ao público em horário restrito. “Estaremos trabalhando com intervalo entre os trens de oito minutos, o que nos dá capacidade de transportar 11 mil passageiros por hora, por sentido. E, a partir de setembro, gradativamente, a operadora vai ampliando o horário de funcionamento, reduzindo o horário entre os trens, e a nossa expectativa é que, até o final do ano, 300 mil pessoas estarão usufruindo dessa nova linha”, conta o secretário Rodrigo Vieira.

Geração de Empregos

Durante a construção da Linha 4, foram gerados mais de 30 mil empregos e mais de 340 empresas trabalharam no projeto. “No momento em que havia mais funcionários nos canteiros, nós chegamos a ter 10 mil trabalhadores 24 horas por dia, seis dias por semana, trabalhando nesse grande projeto”, relata Vieira.

“Hoje, com a Linha 4 entregue, são cerca de 3,5 mil empregos, e com a extensão para a Gávea, iremos empregar mais dois mil funcionários”, conclui o secretário.

Inauguração metrô Rio

Fonte: Portal Planalto