Você está aqui: Página Inicial > Acompanhe o Planalto > Notícias > 2016 > 07 > Preparação para Jogos foi “sem igual”, diz atleta olímpica

Notícia

Preparação para Jogos foi “sem igual”, diz atleta olímpica

Rio 2016

Esportistas de diversas modalidades comentam últimos preparativos para fazer história no torneio e demonstram confiança de que o Brasil avançará no quadro de medalhas
por Portal Planalto publicado: 13/07/2016 14h31 última modificação: 13/07/2016 17h33
Foto: Beto Barata/PR No Palácio do Planalto, o presidente em exercício, Michel Temer, cumprimentou atletas brasileiros que participarão da Rio 2016

No Palácio do Planalto, o presidente em exercício, Michel Temer, cumprimentou atletas brasileiros que participarão da Rio 2016

Uma delegação com 60 dos 450 atletas brasileiros que disputarão os jogos Olímpicos visitou nesta quarta-feira (13) o Palácio do Planalto, onde participaram de evento com ministros e o presidente em exercício, Michel Temer. O encontro acontece na fase final da preparação do Time Brasil que é avaliada pelos atletas como a melhor feita até agora para uma Olimpíada.

Líder da equipe do nado sincronizado, Lara Teixeira comentou que os atletas demonstraram ao presidente confiança de avançar nas conquistas do torneio, especialmente pela preparação feita ao longo dos últimos anos para os Jogos Rio 2016.

“A preparação foi sem igual. Eu venho para a minha terceira Olimpíada e posso falar que é a melhor preparação que a gente teve até agora. A equipe está reunida desde 2013, teve uma renovação desde Londres. Foram quatro anos de ciclo olímpico bem planejados para a Rio 2016”, reforçou a líder da equipe do nado sincronizado.

Todo o trabalho, diz Lara, faz com que as atletas da modalidade estejam confiantes num bom resultado. “A gente tem a pretensão de entrar nas finais olímpicas, tanto o dueto quanto a equipe, entrar no top 6 do mundo”. E, falando em nome de toda a delegação brasileira, ela declarou que esperam retornar ao Palácio do Planalto após o torneio com “muitas medalhas”.

Essa também é a esperança do diretor-executivo do Comitê Olímpico Brasileiro (COB), Marcos Vinícius Freire, que avaliou que a qualidade da preparação para os jogos se deve ao plano estratégico montado em parceria entre o Ministério do Esporte, o COB e as confederações brasileiras de cada modalidade esportiva. Por isso, contou Freire, ele acredita que o Brasil deverá alcançar a 10ª colocação geral no quadro de medalhas. “Um salto de qualidade, o Brasil ficou em Londres na 16ª posição, com 17 medalhas. Agora, queremos saltar para a 10ª posição. Não é fácil, mas é factível, os atletas estão preparados para essa missão”, afirmou.

A preparação da atleta Sarah Menezes, campeã olímpica do judô, também confirma isso. “Minha preparação está bem forte: treinos técnico, tático, físico e psicológico”, conta ela. E a expectativa? “Espero estar de volta com mais um título olímpico e estar aqui com a medalha no peito”, disse confiante.

Já as gêmeas do nado sincronizado, Bia e Branca Feres, comemoram a primeira participação em Jogos Olímpicos. E a expectativa pelo resultado também é grande.

“A gente está muito feliz e empolgada para as Olimpíadas. Estamos treinando 8h por dia e está esperando (ficar) entre as melhores do mundo, subir a nossa nota e fazer dessa uma Olimpíada marcante para o nado sincronizado”, afirmou Bia. “É só cada um fazer a sua parte, a gente vai fazer a nossa e vai dar tudo certo, foram 21 anos treinando. E todo mundo vai poder ver de perto, a nossa família, os nossos amigos. A primeira Olimpíada da nossa vida e em casa”.

E Bia completou: “a gente não tem dúvida que o Brasil vai dar um show, tanto nas modalidades quanto na estrutura, vai dar tudo certinho”.

O basquete feminino está treinando bastante também para ganhar uma medalha. “Nosso objetivo é estar no pódio nas Olimpíadas, é ganhar uma medalha para o Brasil. A gente sabe que não vai ser fácil. A gente tem treinado bastante, feito tudo o que é possível para chegar bem lá”, conta a jogadora Isabela Ramona. E jogar em casa, disse, fará toda a diferença, será uma “motivação a mais”.