Você está aqui: Página Inicial > Acompanhe o Planalto > Notícias > 2016 > 07 > Novo teto para imóveis faz Caixa mirar rentabilidade

Notícia

Novo teto para imóveis faz Caixa mirar rentabilidade

Crédito imobiliário

Banco estatal dobrará para R$ 3 milhões o montante a ser financiado na compra da casa própria. Regras passarão a valer a partir da próxima segunda-feira
por publicado: 19/07/2016 18h57 última modificação: 19/07/2016 19h32

A partir da próxima segunda-feira (25), a Caixa Econômica Federal passará a financiar imóveis pelo Sistema Financeiro Imobiliário (SFI), com recursos da poupança, no valor de até R$ 3 milhões. O limite atual para a linha de financiamento é de R$ 1,5 milhão.

Outra novidade anunciada para o SFI, é que o limite para financiamento de imóveis novos passará de 70% para 80%, e no caso de imóveis usados, de 60% para 70%.

Em entrevista ao Portal Planalto, o vice-presidente de Habitação da Caixa, Nelson de Souza, afirmou que as novas medidas anunciadas pela instituição financeira têm como objetivo reaquecer o mercado imobiliário, especialmente para média e alta renda.

“Acreditamos que o mercado imobiliário será reaquecido e, logicamente, gerará mais emprego e renda”, diz. Lembrando que o banco público já atende a demanda do segmento de habitação popular, o vice-presidente ressalta que as medidas permitirão satisfazer, também, a demanda de habitação para as famílias de classe média e alta. “Agora a habitação para a média e a alta renda também serão contempladas com essas novas medidas”, disse Nelson de Souza, mencionando que, ao contemplar essa faixa do mercado que ainda não era atendida pelo banco, a Caixa Econômica buscará ampliar a rentabilidade na carteira de crédito habitacional.

“A Caixa vem, talvez, num movimento anticíclico. Enquanto o mercado está restringindo o crédito, a Caixa, de maneira prudente e responsável, com todas as análises necessárias de risco, está contemplando esse setor com novas medidas que vão aquecer a economia. Então, existe um aquecimento da economia, principalmente na construção civil, gerando emprego e renda”, afirmou.

Fonte: Portal Planalto