Você está aqui: Página Inicial > Acompanhe o Planalto > Notícias > 2016 > 07 > Em vídeo, Temer alerta trabalhadores de prazo para o saque do PIS

Notícia

Em vídeo, Temer alerta trabalhadores de prazo para o saque do PIS

Redes sociais

Quem ganhou até dois salários mínimos e trabalhou pelo menos 30 dias de carteira assinada, em 2014, tem direito ao benefício, reforça o presidente em exercício
publicado: 29/07/2016 18h12 última modificação: 29/07/2016 18h13

Em mensagem de vídeo publicada nesta quinta-feira (28), o presidente em exercício, Michel Temer, alertou aos trabalhadores do novo prazo para sacar o abono salarial do PIS/Pasep, referente ao exercício 2015/2016 (ano-base 2014).  

“Abono salarial, é um tema que interessa a milhões de trabalhadores, e é possível que você que esteja me vendo, assistindo, esteja entre eles”, disse Temer, reforçando que quem ainda não retirou o benefício poderá fazê-lo a partir desta quinta-feira. “Portanto não perca tempo, vá rapidamente a Caixa Econômica, e se habilite para receber aquilo que lhe é devido.”  

O prazo, que havia terminado no último dia 30, foi prorrogado em um mês. Dessa forma, os beneficiários têm até o dia 31 de agosto para retirar o recurso.  

Este ano, foram disponibilizados 20 milhões de benefícios do abono salarial para o calendário 2015/2016, o que representa um montante de R$ 17 bilhões. Cerca de 95,7% dos benefícios disponibilizados foram pagos até o momento. Depois desse novo prazo, os valores referentes aos abonos salariais não sacados retornarão ao Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT). 

“Portanto, dirija-se à Caixa Econômica Federal, rapidamente, ou consulte o site da Caixa Econômica Federal, para habilitar-se a recebimento deste abono a que você tem direito pelo trabalho que você realizou nos anos passados”, disse Temer, no vídeo. 

Os requisitos para acessar os benefícios do abono salarial não mudaram. O trabalhador precisa ter cadastro no PIS até 2011, ter trabalhado no mínimo por 30 dias, com carteira assinada, ter recebido remuneração média de dois salários-mínimos e ter sido informado corretamente na Relação Anual de Informações Sociais (Rais). 

Os trabalhadores podem consultar se têm direito ao benefício e qual o valor a receber no site da Caixa, bem como pela central de atendimento: 0800 726 0207; ou pelo aplicativo Caixa Trabalhador, que está disponível em todas as lojas de aplicativos das três plataformas operacionais (Android, IOS e Windows).

 

Fonte: Portal Planalto