Você está aqui: Página Inicial > Acompanhe o Planalto > Notícias > 2016 > 06 > Temer acompanha ajustes finais nas instalações para os Jogos Olímpicos

Notícia

Temer acompanha ajustes finais nas instalações para os Jogos Olímpicos

Rio 2016

Presidente visita locais que receberão competições, como o Parque Olímpico da Barra, e também se reúne com os presidentes do Comitê Olímpico Internacional (COI) e do Comitê Olímpico Brasileiro (COB)
por Portal Planalto publicado: 14/06/2016 12h02 última modificação: 15/06/2016 11h03
Exibir carrossel de imagens Foto: Beto Barata/PR Antes de conhecer as instalações do parque, Temer se reuniu com os presidentes do COI, Thomas Bach (esq.), e do COB, Carlos Arthur Nuzman

Antes de conhecer as instalações do parque, Temer se reuniu com os presidentes do COI, Thomas Bach (esq.), e do COB, Carlos Arthur Nuzman

O presidente em exercício Michel Temer visitou, na manhã desta terça-feira (14), o Parque Olímpico da Barra, um dos locais que sediará os Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016. No local, o presidente participou de reunião do grupo de trabalho interministerial de coordenação e monitoramento dos Jogos. Antes, Temer se encontrou também com os presidentes do Comitê Olímpico Internacional (COI), Thomas Bach, e do Comitê Olímpico Brasileiro (COB), Carlos Arthur Nuzman.

Em reunião do grupo de trabalho realizada na última semana, em Brasília, Michel Temer destacou a importância da realização dos Jogos pelo País e declarou sua agenda no Rio de Janeiro reafirmando todo o apoio do governo federal para a organização dos eventos.

“O sucesso da Olimpíada significa o sucesso do nosso País. Faremos uma visita, vou ter um primeiro contato. […] Tenho este encontro com o senhor presidente do COI, até para dar uma injeção de ânimo. Porque, de vez em quando, há uma ou outra afirmação relativa à eventual doença, o zika, ou então uma insegurança. Nós temos de dar uma injeção de ânimo, mais do que injeção de ânimo, uma injeção de segurança institucional.”

Acesse aqui o álbum de fotos oficiais do evento

O governo, por meio do grupo de trabalho interministerial, está controlando todo o processo de preparação, que segue de acordo com o cronograma previsto. Questões pontuais estão recebendo apoio de perto. O Velódromo Olímpico, por exemplo, já alcança 90% de execução de obras e deve ser entregue no final deste mês. A pista já foi instalada há mais de um mês.

O fornecimento de energia para os Jogos também será robusto. O governo federal construiu a Subestação Olímpica na Barra, com quase 15 km em ramais subterrâneos para o fornecimento de energia elétrica, no valor de R$ 152,8 milhões. Além disso, reforçou a rede de média tensão, com investimentos de R$ 40 milhões, e destinou R$ 290 milhões para o fornecimento de energia temporária, com geradores.

Investimentos nas instalações esportivas
 
Por meio do Ministério do Esporte, o investimento do governo federal é de R$ 903,7 milhões no Parque Olímpico da Barra para construção de instalações permanentes (o Centro Olímpico de Tênis, o Velódromo Olímpico e a climatização das três Arenas Cariocas) e das temporárias (a Arena do Futuro e o Estádio Olímpico de Esportes Aquáticos).

No Parque Olímpico de Deodoro, o investimento é no montante de R$ 825,4 milhões. Os recursos permitiram a reforma de instalações já existentes (Centro Nacional de Tiro Esportivo, Centro Nacional de Hipismo, Centro de Pentatlo Moderno e Centro de Hóquei sobre Grama) e a construção de novas instalações (Arena da Juventude, Estádio de Canoagem Slalom, Estádio de Deodoro, Centro Olímpico de BMX e Centro de Mountain Bike).

O ministério também está adquirindo 216 itens da lista de equipamentos e materiais esportivos para uso nos Jogos, com investimento de cerca de R$ 100 milhões. São itens para tiro esportivo, levantamento de peso, taekwondo, embarcações de apoio, piscinas, pista de atletismo, pisos e equipamentos de atletismo. Após os Jogos, esses itens vão fazer parte do legado, inserindo-se nas ações de melhoria do parque esportivo em todo o País e no fomento ao esporte de alto rendimento.

Fonte: Blog do Planalto