Você está aqui: Página Inicial > Acompanhe o Planalto > Notícias > 2016 > 06 > Temer a empresários: se os setores produtivos crescerem, o Brasil crescerá também

Notícia

Temer a empresários: se os setores produtivos crescerem, o Brasil crescerá também

Retomada da economia

Em encontro com mais de 200 líderes empresariais, presidente interino aproveitou para elogiar a sua equipe econômica e disse que “há muito tempo não se via uma equipe com essa harmonia, que será capaz de atingir o objetivo de fazer o Brasil crescer”
por Portal Planalto publicado: 08/06/2016 15h17 última modificação: 09/06/2016 13h36
Foto: Beto Barata/PR Temer durante discurso no Encontro com Líderes Empresariais

Temer durante discurso no Encontro com Líderes Empresariais

O presidente interino Michel Temer realizou, nesta quarta-feira (8), no Palácio do Planalto, um encontro com mais de 200 líderes empresariais, “representantes de boa parte dos setores produtivos do País”. “Estamos precisando do apoio dos setores que aqui estão. Vejo que há confiança e esperança.”

De acordo com o presidente, a presença dos empresários mostra o interesse comum do governo e da iniciativa privada de que o País cresça. “Não se trata apenas de pretender que a sua empresa cresça, mas é a convicção mais absoluta de que se os senhores crescerem o Brasil vai crescer. E é esse o trabalho que os senhores vão fazer.”

Ele aproveitou para elogiar a sua equipe econômica e disse que “há muito tempo não se via uma equipe com essa harmonia, que será capaz de atingir o objetivo de fazer o Brasil crescer”.

Acesse aqui a galeria de fotos oficiais deste evento

O presidente voltou a afirmar que a harmonia do governo com o Congresso Nacional foi determinante para a aprovação de medidas essenciais para o crescimento econômico e a estabilidade política, como a revisão da meta fiscal e a lei de Desvinculação de Receitas da União (DRU).

“Reunir o Congresso foi um fato relevante para a nossa atuação. Essa harmonia institucional pauta a nossa conduta porque esse é um País que precisa ser reinstitucionalizado”, disse Temer. Ele lembrou que há meses vem pedindo a unificação do País, pois sem a “aliança de todos nós, não conseguiremos sair da crise extraordinária”, completou.

Temer informou durante o discurso que o governo vai apresentar na semana que vem ao Congresso Nacional a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) que limita os gastos públicos. “Em qualquer casa, se você ganhar um e gastar dois, num dado momento, você precisa para fazer alguns sacrifícios para retornar a gastar apenas um.”

Fonte: Blog do Planalto