Você está aqui: Página Inicial > Acompanhe o Planalto > Notícias > 2016 > 06 > Presidente Michel Temer orienta ministros a concluírem obras em andamento

Notícia

Presidente Michel Temer orienta ministros a concluírem obras em andamento

Novo Governo

Em reunião com o núcleo de infraestrutura, presidente em exercício ressaltou importância de concluir todos os empreendimentos
publicado: 27/06/2016 16h42 última modificação: 27/06/2016 16h42

O presidente em exercício Michel Temer determinou, nesta segunda-feira (27), que os ministros da área de infraestrutura priorizem a conclusão de obras que já estão andamento. O pedido foi feito durante reunião com o núcleo no Palácio do Planalto. 

O ministro das Cidades, Bruno Araújo, destacou que a orientação do presidente irá beneficiar os brasileiros que aguardam a conclusão de obras importantes em todo o País. 

"Esse será o principal foco de planejamento, de organização dos ministérios, no sentido de preservar os recursos dos brasileiros que já estão aplicados e precisam ter a sua efetividade com as obras entregues", disse. 

Araújo citou como exemplo as obras do Minha Casa Minha Vida que foram retomadas na última semana, após terem sido paralisadas devido à má gestão de recursos e falta de planejamento do governo afastado:

"O Minha Casa Minha Vida, na fase 1, nós temos mais de 70 mil unidades que foram paralisadas e foram retomadas na última quinta-feira 5 mil (unidades). Nós estamos retomando de acordo com a disponibilidade orçamentária."

Além dos ministros, também participaram da reunião a líder do governo no Congresso, senadora Rose de Freitas (PMDB-ES), o líder do governo no Senado, senador Aloysio Nunes (PSDB-SP), e o líder do governo na Câmara, deputado André Moura (PSC-SE). 

Segundo Moura, os parlamentares pediram aos ministros que enviem ao Congresso semanalmente os relatórios das ações executados para que sejam discutidas e tenham o apoio nas duas Casas. 

"Muitas dessas ações que foram definidas, que serão implementadas a partir de agora, depois dessa reunião, muitas delas cabem também ao legislativo. Matérias que vão chegar ao parlamento, que a gente espera poder contribuir para o país apesar do momento difícil, de instabilidade que nós atravessamos na Câmara no momento."


Fonte: Portal Planalto