Você está aqui: Página Inicial > Acompanhe o Planalto > Notícias > 2016 > 06 > Harmonia com Legislativo é positiva para recuperação econômica, afirma Temer a SBT

Notícia

Harmonia com Legislativo é positiva para recuperação econômica, afirma Temer a SBT

Entrevista

Temer afirmou que o Congresso Nacional é capaz de compreender as dificuldades pelas quais passa o Brasil. “Este momento é, talvez, oportuno para fazer as reformas fundamentais para o Estado brasileiro”, disse o presidente interino
por Portal Planalto publicado: 03/06/2016 15h54 última modificação: 09/06/2016 12h00
Foto: Beto Barata/PR Presidente Temer durante entrevista para o SBT com Kennedy Alencar

Presidente Temer durante entrevista para o SBT com Kennedy Alencar

O presidente interino Michel Temer afirmou, em entrevista concedida ao canal de televisão SBT, nesta quinta-feira (2), que a harmonia entre os poderes Executivo e Legislativo permite que o novo governo tenha notícias boas para a recuperação econômica do País. Temer se referiu, principalmente, à aprovação no Congresso Nacional de medidas estratégicas, como a ampliação da meta fiscal e da lei de Desvinculação de Receitas da União (DRU).

Sobre a ampliação do déficit fiscal para R$ 170,5 bilhões, Temer agradeceu novamente ao Congresso e disse que a nova meta vai contribuir para o trabalho da equipe econômica do governo. “Graças a Deus, nós conseguimos no Congresso Nacional a aprovação da ampliação dessa meta [fiscal] a fim de que não cometêssemos irregularidades de natureza orçamentária.”

Segundo Temer, “pelo momento que nós estamos vivendo, acho que conseguimos fazer uma conexão muito saudável com o Poder Legislativo. Portanto, nós temos uma base de apoio hoje muito significativa. Eu espero que ela se mantenha”.

Acesse aqui a galeria de fotos oficiais deste evento

O presidente disse ainda que o Congresso Nacional é capaz de compreender as dificuldades pelas quais passa o Brasil. “Este momento é, talvez, oportuno para fazer as reformas fundamentais para o Estado brasileiro.”

Impeachment
Sobre o processo de impeachment da presidenta afastada Dilma Rousseff em trâmite no Senado Federal, Temer disse que não se dedica ao assunto e que recebe senadores para tratar de “pleitos e postulações que eles têm junto ao governo”.

“Com relação ao Senado, eu vou fazer tal e qual eu fiz no episódio da Câmara. Eu não entusiasmei ninguém a votar numa ou noutra direção. Até porque seria ofensivo, seja aos deputados, seja aos senadores, tentar evidenciar que eles precisam ser influenciados para tomar uma posição em relação ao País.”

Fonte: Blog do Planalto