Você está aqui: Página Inicial > Acompanhe o Planalto > Notícias > 2016 > 06 > Governo editará medida provisória para garantir custeio de carros-pipa no Semiárido, anuncia Helder Barbalho

Notícia

Governo editará medida provisória para garantir custeio de carros-pipa no Semiárido, anuncia Helder Barbalho

Abastecimento

A matéria será enviada por meio de medida provisória e de projeto de lei de urgência
por Portal Planalto publicado: 27/06/2016 16h19 última modificação: 27/06/2016 19h01
Foto: Marcos Corrêa/PR Presidente Michel Temer durante reunião com ministros do Núcleo de Infraestrutura e líderes do governo

Presidente Michel Temer durante reunião com ministros do Núcleo de Infraestrutura e líderes do governo

O governo federal está atuando para garantir crédito extraordinário destinado ao custeio para operação de carros-pipa no Semiárido, anunciou o ministro da Integração Nacional, Helder Barbalho. A matéria será enviada por meio de medida provisória e de projeto de lei de urgência. Este foi um dos temas prioritários tratados pelo presidente em exercício Michel Temer, nesta segunda-feira (27), em reunião com ministros do Núcleo de Infraestrutura e com líderes do governo no Congresso.

“Estamos trabalhando no sentido de garantir o aporte para o custeio da operação de cerca de 6.800 carros-pipa que estão espalhados pela região do Semiárido, como também obras de adutoras de engate rápido, que estavam viabilizando água para as regiões mais atingidas pela seca no nosso País”, disse o Barbalho.

O governo “está preocupado” também, segundo o ministro, em garantir reforços para o atendimento às obras de emergência e de calamidade por todo Brasil.

Adutora do Alto Sertão

Nesta terça-feira (28), o ministro da Integração irá inaugurar obra da Adutora do Alto Sertão Alagoano, que permitirá acesso do abastecimento de água a cerca de 120 mil pessoas. “Um investimento de mais de R$ 89 milhões de que estará levando água pra quem tem sede”, disse.

O empreendimento é resultado de parceria do governo federal com o governo do estado.

 

Fonte: Portal Planalto