Você está aqui: Página Inicial > Acompanhe o Planalto > Notícias > 2016 > 06 > Cenário está mais otimista para a construção, diz CNI

Notícia

Cenário está mais otimista para a construção, diz CNI

Confiança

Pesquisa da Confederação Nacional da Indústria mostra que expectativas de empresários melhorou em diversos indicadores
por Portal Planalto publicado: 20/06/2016 20h56 última modificação: 23/06/2016 12h17
Fabio Arantes/ Secom Uso de capacidade de operação aumentou, o que representa aumento de produção

Uso de capacidade de operação aumentou, o que representa aumento de produção

O pessimismo entre os empresários da construção está recuando. Dados da Confederação Nacional da Indústria (CNI) revelam que a expectativa com a atividade econômica aumentou de 40,6 pontos em abril para 44,6 em junho.

Os dados fazem parte da pesquisa Sondagem indústria da construção e foram divulgados nesta segunda-feira (20). Segundo o levantamento, as expectativas de número de empregados também aumentou, passando de 38,4 para 42,3 pontos.

Esse indicador é semelhante a um termômetro, com zero como pessimismo total e 100 como o ápice do otimismo. Quando ele ultrapassa a linha dos 50 pontos, indica expectativa de crescimento.

Entre os indicadores de expectativa, os de compra de insumos e de matérias-primas e o de novos empreendimentos e serviços também aumentaram. O primeiro saltou de 39,7 pontos para 42,5, e o segundo, de 37,7 para 42,1.

Emprego

“O cenário para a indústria da construção tem se tornado menos adverso. Os indicadores de nível de atividade e de número de empregados permanecem abaixo dos 50 pontos, mas se aproximam lentamente dessa linha divisória”, avaliou a entidade na pesquisa.

Segundo a CNI, esse avanço aponta para um cenário mais positivo para os próximos meses, mantendo a trajetória de redução do pessimismo do setor observada desde fevereiro.

Os empresários também parecem estar mais interessados em investir. Após três meses de estabilidade, o indicador de intenção de investimento aumentou 3,7 pontos na passagem de maio para junho – a primeira alta depois de três meses de estabilidade.

Intenção de investimento aumenta após três meses de estabilidade

Atividade

O indicador que avalia a evolução do nível de atividade bateu, em maio, em 40,1 pontos. Em janeiro, esse termômetro estava em 33,6 pontos. Na sondagem sobre a utilização da capacidade de operação, que é quanto da fábrica está em funcionamento, os dados são positivos.

Embora o indicador esteja 12 pontos abaixo da média para junho, apresentou crescimento de dois pontos em comparação com maio, subindo de 54% para 56%. Isso significa que as empresas estão aumentando o ritmo de produção.

A pesquisa foi feita com 577 empresas, sendo 183 pequenas, 260 médias e 134 grandes. Os dados foram coletados entre 1 e 13 de junho.

Fonte: Portal Planalto

registrado em: , ,
Assunto(s): Economia, Governo federal