Você está aqui: Página Inicial > Acompanhe o Planalto > Notícias > 2016 > 05 > Após encontro com Temer, Cunha Lima diz que rombo fiscal deve chegar a R$ 150 bi

Notícia

Após encontro com Temer, Cunha Lima diz que rombo fiscal deve chegar a R$ 150 bi

Nova Meta Fiscal

Senador foi um dos 11 líderes de partidos governistas no Senado que estiveram no Palácio do Jaburu para um café da manhã com o presidente interino
por Portal do Planalto publicado: 18/05/2016 13h33 última modificação: 02/06/2016 13h44
Foto: Marcos Corrêa/PR O presidente interino Michel Temer se reuniu com líderes dos partidos no Senado, na manhã desta quarta-feira, no Palácio do Jaburu

O presidente interino Michel Temer se reuniu com líderes dos partidos no Senado, na manhã desta quarta-feira, no Palácio do Jaburu

O senador Cássio Cunha Lima (PSDB-PB) anunciou, no início da tarde desta quarta-feira (18), que o governo enviará ao Congresso, até segunda-feira, uma revisão da previsão de rombo da meta fiscal para este ano, cujo déficit ficará em torno de R$ 150 bilhões. Cássio foi um dos 11 líderes de partidos governistas no Senado que estiveram no Palácio do Jaburu para um café da manhã com o presidente interino Michel Temer.

“Os números ainda estão sendo apurados, mas podem chegar à casa dos R$ 150 bilhões. A situação fiscal é mais grave do que o pior cenário que se imaginava. Isso será devidamente publicizado e informado à população”, afirmou o senador.

Ele espera que o Congresso vote a revisão da meta fiscal no mais tardar na quarta-feira, dois dias após receber a nova previsão. A anterior, ainda no governo Dilma, falava em R$ 96 bilhões de déficit.

Acesse aqui a galeria de fotos oficiais deste evento

“Vamos aguardar o levantamento final. O espólio dessa herança maldita precisa ser revelado ao Brasil com toda transparência e clareza para que o enfrentamento dessa crise seja debatido na sociedade.”

Sobre a recriação da CPMF, o senador afirmou que qualquer medida só poderá ser discutida e analisada quando se chegar a um diagnóstico do rombo no orçamento. “O mais importante neste instante é ter a realidade do quadro fiscal do País […] para que possamos salvar o Brasil desta que é a pior crise da nossa história.”

O senador Ronaldo Caiado (DEM-GO) também falou com a imprensa após o encontro com o presidente interino. “Ele [Michel Temer] fez uma análise dos primeiros cinco dias de governo e mostrou a sua preocupação em responder rapidamente que está se dedicando em tempo integral. Pediu apoio às lideranças do Senado, [falou] da importância do Congresso neste momento. Dissemos sobre a necessidade de se comunicar com mais frequência com a população brasileira para desmistificar essa tese de que o PT fez alguma coisa pelo cidadão mais humilde e carente.”

Fonte: Blog do Planalto