Entrevista Coletiva concedida pelo Presidente da República, Michel Temer, após visita ao abrigo de Nova Canaã - Boa Vista/RR

 

Boa Vista/RR, 21 de junho de 2018

 

Olhe, muito bom dia a todos e a todas. Apenas registrar que, há pouco mais de 3 meses atrás, quase 4 meses, eu estive em uma segunda-feira de Carnaval aqui em Roraima quando já se iniciava esse fluxo de venezuelanos para Roraima. E muitas providências foram tomadas, primeiro, no sentido humanitário, no sentido de acolher aqueles que não têm condições de vida na Venezuela. E portanto nestes abrigos nós estamos verificando a importância de tê-los acolhido e abrigado, em primeiro lugar.

Em segundo lugar, naturalmente eu tenho conversado com as autoridades locais com vistas também a prestigiar os habitantes de Roraima, não é? Quero dizer, dar condições de vida também dignas aos habitantes de Roraima. Aqui evidentemente nós estamos praticando uma simbologia que é mostrar ao mundo, não é sem razão que aqui tem representantes da Organização das Nações Unidas, mas mostrando ao mundo esse sentido humanitário que o Brasil traz consigo. E eu quis muito conhecer, depois de ter vindo, como eu disse aqui, há 4 meses atrás,  conhecer esses abrigos pessoalmente, ao lado de tantas autoridades que estão ao meu lado.

Vejam que veio um núcleo extraordinário, deputados federais, senadores, ministros que nos acompanham, governadora, a prefeita, e todos interessadíssimos nesse assunto.

Portanto, dois assuntos: o primeiro, a acolhida aos venezuelanos que aqui se acham e naturalmente o prestigiamento daqueles que aqui residem. Nós não vamos deixar de acolher as postulações que são levadas permanentemente ao governo federal, do governo, dos agentes legislativos, não é? E ainda agora nós vamos assinar logo mais, estou aqui com o ministro da Saúde, um centro de recuperação para, oncológico, algo, radioterapia, que será lançado a partir de hoje, creio que em menos de 1 ano nós teremos um centro moderníssimo para o tratamento radioterápico.

De modo que são essas as informações básicas que eu quero prestar aos senhores e às senhoras e dizer que vamos continuar agora conversando sobre os problemas de Roraima. Está bom? Obrigado.

Jornalista: Inaudível

 

Presidente: Estou com um pedido da governadora que me oficiou, teve a gentileza de me oficiar, dando vários temas que são importantes para Roraima. Vocês sabem que aqui nós já encaminhamos vários recursos, de igual maneira recursos aqui para acolher os venezuelanos, mas também recursos para Roraima. E ela me deu uma lista que eu vou levar e disse que vou examinar com muito carinho, com muita atenção as necessidades do estado.

 

Jornalista: Inaudível

 

Presidente: O problema da interiorização é que a imagem que as pessoas têm da interiorização é a seguinte: você pega os venezuelanos, bota em um avião ou bota em um ônibus e despeja em outro estado. Não é isso e nem é assim que se faz. Porque daí você viola exata e precisamente os princípios humanitários.

O que está sendo feito é com muito critério. Quando transporta, quando interioriza aqueles que aqui estão, os venezuelanos, eles já vão com todas as condições de habitabilidade no novo estado. Isto está sendo feito permanentemente pela Casa Civil.

É um trabalho mais demorado, mais longo, mas que está sendo feito, está sendo levado adiante com muito empenho.

 

Jornalista: Inaudível

 

Presidente: Ah, seguramente. Seguramente.

 

Jornalista: Inaudível

 

Presidente: Não tenho, não tenho, não tive essa informação da governadora. Ao contrário... pois é. Mas tive uma belíssima acolhida da governadora e, mais ainda, na verdade, nós não temos como fechar a fronteira.

Vocês sabem que isso seria uma coisa, digamos, inapropriada. O que está havendo é que eu vou daqui para Pacarana, exatamente para inspecionar um grupo, um local onde se faz exatamente a triagem, a inspeção daqueles venezuelanos que aqui chegam.

Então, nós estamos todos de acordo que não há como fechar a fronteira, mas também não há como abandonar  as necessidades de Boa Vista, de Roraima e de todo o estado.

 Ouça a íntegra da entrevista (04min32s) do Presidente.

registrado em:
Reportar erro