Você está aqui: Página Inicial > Acompanhe o Planalto > Discursos > Discursos do Presidente da República > Discurso do Presidente da República, Michel Temer, durante cerimônia de posse do novo Presidente da Frente Parlamentar da Agropecuária - Brasília/DF

Discurso do Presidente da República, Michel Temer, durante cerimônia de posse do novo Presidente da Frente Parlamentar da Agropecuária - Brasília/DF

por Portal Planalto publicado 15/02/2017 00h05, última modificação 20/02/2017 17h39

Brasília-DF, 14 de fevereiro de 2017

 

 

Olhe, eu quero dizer que são momentos como este que representam a pujança do nosso país. E ouço que esta é uma frente, mas é mais do que uma frente, é uma frente com os lados, com a parte de trás, com telhado, uma casa extremamente produtiva, e produtiva por várias razões. Em primeiro lugar porque congrega aqueles que participam, na verdade, da atividade que suporta a economia nacional.

          Quando nós, no governo, dizemos que o Brasil tem rumo, a primeira direção para a qual olho é, exatamente, a agricultura, o agronegócio. Não foram poucas as vezes que eu tenho estado... aliás, eu faço um registro que hoje eu comecei meu dia às cinco horas da manhã. Mas vendo esse entusiasmo aqui, prezado Gilmar, prezado Marcos Moura, prezado Nilson Leitão, prezado ministro Blairo, é como se meu dia estivesse começando agora, exatamente neste momento.

          E são momentos como este que revelam a nacionalidade brasileira. Quando eu aqui repito o que foi dito na presença do ministro Zequinha Sarney, com o Ministro Blairo, dando-se as mãos, este “dar-se as mãos” é que significa a unidade do país que nós estamos tentando construir.

          Não foram poucos os momentos difíceis que nós atravessamos, vocês sabem disso. Mas desde o primeiro momento, o primeiro apoio que tivemos, e eu me recordo de um almoço que tivemos na reunião da Frente, o primeiro apoio que tivemos, o primeiro aplauso que tivemos, a primeira palavra de entusiasmo que recebemos foi, exatamente, da Frente Parlamentar da Agricultura. Isso é que nos mobilizou.

          Quando o nosso governo imaginava que nós levaríamos dois anos, dois anos e meio para realizar as reformas imprescindíveis para o país, nós, com o apoio do Congresso Nacional e, no particular, governador Pedro Taques, governador Azambuja, ministro Imbassahy e ministro Padilha, com o entusiasmo dos integrantes da Frente Parlamentar da Agricultura, de repente, nós verificamos que em seis, sete meses já havíamos aprovado o teto, aprovado a reforma do ensino médio, aprovado a questão do petróleo, encaminhado a questão da reforma da modernização da legislação trabalhista, que foi feita tal como as mãos dadas do Blairo com o Zequinha Sarney. Foi uma conjugação, uma compreensão de esforços entre os empregados e os empregadores, que nos permitiram mandar ao Congresso Nacional um projeto, Zé Silva, que agora, com esta conjunção entre empregados e empregadores poderá, certa e seguramente, ser rapidamente aprovada no Congresso Nacional com o apoio e o aplauso de todos os senhores e das senhoras. Tenho absoluta certeza deste fato.

          Quando eu vejo que nós já conseguimos mandar a reforma da Previdência, em brevíssimo tempo, com a presença fortíssima do Osmar Serraglio na Comissão de Constituição e Justiça, em menos de dez dias, ao final do ano, nós conseguimos aprovar a admissibilidade da reforma da Previdência e eu, aqui comigo, disse: interessante, aquilo que ia levar dois anos para que fizéssemos, nós estamos realizando praticamente em seis, sete meses.

          E por isso que nós queremos, também, a esta altura, devo reanunciar a todos os meus colegas, companheiros do Congresso Nacional, nós queremos simplificar o sistema tributário do país, nós queremos desburocratizar, como fez o Blairo Maggi no Ministério da Agricultura. E, para isso, nós precisamos contar de apoio e, mais do que apoio, nós precisamos contar com o entusiasmo.

          Eu vejo que os senhores, eu tenho repetido isto com certa frequência, quando se manifestam, colocam a alma no seu trabalho. E por isso que, neste ano, nós teremos uma safra excepcional e um pré-anúncio de uma safra igualmente extraordinária para o ano que vem.

          De modo que, sem querer me alongar, mas agradecendo a animação que os senhores transmitem a todos aqueles que governam, eu digo a vocês, membros, colegas, amigos do Congresso Nacional: muito obrigado. Nós, juntos, vamos dar rumo ao país e vamos construir, ou reconstruir, o nosso Brasil.

          Muito obrigado.

 

Ouça a íntegra (06min42s) do discurso do Presidente Michel Temer