Você está aqui: Página Inicial > Acompanhe o Planalto > Discursos > Discursos do Presidente da República > Discurso do Presidente da República, Michel Temer, durante cerimônia de apresentação dos Oficiais-Generais promovidos - Palácio do Planalto

Discurso do Presidente da República, Michel Temer, durante cerimônia de apresentação dos Oficiais-Generais promovidos - Palácio do Planalto

por Portal Planalto publicado 14/08/2017 17h53, última modificação 14/08/2017 17h54

Palácio do Planalto, 14 de agosto de 2017

 

 

Quero cumprimentar o eminente ministro da Defesa, Raul Jungmann,

          O general Sérgio Etchegoyen, ministro do Gabinete de Segurança Institucional,

          O Almirante-de-Esquadra Eduardo Bacellar Leal Ferreira, comandante da Marinha, e sua senhora,

          General-de-Exército Eduardo Dias da Costa Villas Bôas, comandante do Exército, e senhora,

          Tenente-Brigadeiro Nivaldo Luiz Rossatto, comandante da Aeronáutica, e senhora,

          O Almirante-de-Esquadra Ademir Sobrinho, chefe do Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas, e senhora,

          Os senhores oficiais-generais promovidos e suas senhoras,

          Os familiares,

          Senhoras e senhores,

 

Minhas primeiras palavras são de cumprimento a todos os promovidos e suas famílias. Este momento com Oficiais-Generais da Marinha, do Exército e da Aeronáutica, além de uma tradição, é, para mim, motivo de especial satisfação. Eu já participei de muitas solenidades desta natureza, e por isso que renovo a minha satisfação, especialmente ao homenagear a trajetória de êxito dos que hoje são promovidos. Na verdade, nós reconhecemos o profissionalismo e a dedicação com que nossas Forças Armadas servem ao Brasil.

Nós todos sabemos que a carreira militar é uma carreira de desafios permanentes. Requer treinamento e aperfeiçoamento contínuos; longos períodos longe de casa; sacrifícios do militar e seus familiares. Requer, na verdade, muita abnegação. Se chegaram até aqui é porque demonstraram, em meio a tantas provações, o seu valor e sua disciplina.

Portanto, eu desejo a todos muito sucesso nesta nossa nova etapa. E tenho certeza de que os senhores seguirão exercendo, com competência, sob a égide do Ministério da Defesa, as funções que lhes atribui a Carta Magna: a defesa da Pátria, a garantia dos poderes constitucionais e, por iniciativa destes - aliás, está muito na moda -, a garantia da lei e da ordem.

Sabemos sempre poder contar com as Forças Armadas, em primeiro lugar, para aquela que é sua principal atribuição: a proteção de nosso vasto território, de nosso imenso litoral, de nossas imensas riquezas.

Muitas vezes, tenho tido o privilégio de acompanhar nossos militares em operações em fronteiras remotas do país. Nessas ocasiões, além de constatar o trabalho essencial de defesa da nossa soberania, eu verifico o papel que nossas Forças Armadas desempenham na área social. Levam saúde, educação, serviços básicos a nossos compatriotas nos vários rincões do nosso país. Aliás, para tantos brasileiros, as Forças Armadas são a expressão visível da presença do Estado. Aliás, nas muitas vezes, ministro Jungmann, em que fui às fronteiras brasileiras, quando então coordenava até a Operação Ágata, de um lado, a Operação Sentinela, de outro lado, eu pude verificar o extraordinário trabalho social feito pelos militares das várias Forças, e especialmente, isto é que é relevante, a alegria com que os habitantes daquelas longínquas localidades recebiam os nossos militares.

Mas além do trabalho interno, eu quero dizer também que é motivo de orgulho o desempenho de nossos militares no exterior, em missões de paz das Nações Unidas mundo afora. Trata-se de dimensão concreta da contribuição do Brasil para a paz e o desenvolvimento em escala global. Em breve, nossas tropas deixarão o Haiti com o sentimento do dever cumprido - não deixaram, vão deixar, 31 de agosto -, mas é com sentimento de dever cumprido. Foram 13 anos de trabalho duro, liderando o componente militar da MINUSTAH. Ao longo desses anos, nossas Forças Armadas, mais uma vez, deram, portanto, mostras inequívocas de sua formação exemplar.

Não quero deixar de dirigir uma mensagem, ainda, a nossos militares que recentemente iniciaram importante missão no Rio de Janeiro. Por isso que eu disse que a garantia da lei e da ordem está na ordem do dia. Porque não são poucas as vezes que as nossas Forças Armadas, com uma disposição extraordinária, com sua inteligência, coragem e determinação, há um esforço integrado em favor do Rio, como fizeram no Espírito Santo, no Amazonas, em Natal, em vários estados brasileiros.

E me apraz muito lembrar e relembrar que quando as Forças Armadas chegam nesses estados, elas são recebidas com aplausos, o que engrandece o governo brasileiro e engrandece as Forças Armadas.

Em todas essas frentes, a excelência da Marinha, da Aeronáutica, do Exército são uma constante. E é essa, meus senhores e minhas senhoras, essa excelência que celebramos ao homenagear os novos oficiais-generais, aqueles que passam a ostentar mais uma estrela. Pesa sobre Vossas Senhorias, agora, responsabilidade acrescida. Tenho a mais absoluta certeza de que permanecerão à altura das melhores tradições de nossas Forças Armadas.

Portanto, parabéns, vamos adiante. E muitíssimo obrigado.

 

 Ouça a íntegra (07min22s) do discurso do Presidente Michel Temer