Discurso do Presidente da República, Michel Temer, cerimônia de Início da Integração dos Submarinos Classe Riachuelo - Itaguaí/RJ

         

Itaguaí-RJ, 20 de fevereiro de 2018

  

Eu quero começar cumprimentando o almirante de esquadra Eduardo Bacellar Leal Ferreira, comandante da Marinha.

Quero cumprimentar meu amigo, o governador Luiz Fernando Pezão.

Os ministros de Estado: Eliseu Padilha, Raul Jungmann, Henrique Meirelles, Maurício Quintella, Marcos Jorge de Lima, Dyogo Oliveira.

Os deputados federais: Alexandre Vale, que é daqui da região, o deputado Cabuçu Borges, a deputada Cristiane Brasil, deputado Júlio Lopes, a deputada Soraya Santos, o deputado José Augusto Nalin.

O embaixador Michel Miraillet, da República Francesa no Brasil, por intermédio de quem eu cumprimento os senhores embaixadores aqui presentes.

O almirante de esquadra Alfredo Karam, ex-ministro da Marinha, o almirante de esquadra Ademir Sobrinho, chefe do Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas, o almirante de esquadra Bento, diretor-geral de Desenvolvimento Nuclear e Tecnológico da Marinha.

Senhoras e senhores oficiais da Marinha, Exército e Aeronáutica.

O Carlos Busatto Júnior.

Os senhores e senhoras integrantes da primeira tripulação do Submarino Riachuelo.

E dizer, inicialmente, comandante e ministro Raul Jungmann, que este é um dia muito especial para nossa Marinha, mas para o Brasil. E, a partir de agora, como pudemos verificar, tomará forma o primeiro submarino de fabricação nacional – o Riachuelo S40. Que está devendo muito aos trabalhadores que nele trabalharam. A quem eu peço um aplauso de todos os que estão aqui.

O Prosub, naturalmente, está entrando em etapa que, do ponto de vista técnico, é, particularmente, complexa. Mas a reconhecida excelência de nossa indústria naval nos dá certeza do êxito nesta empreitada.

Vamos avançando, governador Pezão, a passos firmes, em projeto abrangente e ambicioso. O Prosub é peça-chave não apenas em nossa política de defesa, mas em nossa estratégia de desenvolvimento científico e tecnológico.

Além de outros quatro submarinos convencionais, trata-se de construir nosso primeiro submarino de propulsão nuclear – sempre neste Complexo Naval de Itaguaí, pelas mãos, como já salientei, de brasileiros e brasileiras que colocam seu talento a serviço da nação.

Aliás, me lembrava, viu, governador Pezão, deputado Alexandre Vale, que esta região que está Itaguaí, é uma região que também foi muito prestigiada pelo governo federal. Nós temos mais de R$ 200 milhões em obras de infraestrutura nesta região. Ainda agora, o ministro Maurício Quintella, dos Transportes, Portos e Aviação Civil, me transmitiu o compromisso de incluir a dragagem do setor portuário de Itaguaí no Plano Nacional de Dragagem. E me diz ele: é a primeira prioridade do governo para logo, este ano, no início do ano que vem.

Então, digo eu, nós aqui estamos aqui, nesta região, escrevendo mais um capítulo, como salientou o ministro Jungmann, da defesa da soberania nacional. Porque, afinal, proteger nosso vasto patrimônio marítimo, na verdade, é proteger recursos vitais para a nossa economia, em favor, precisamente, não só das gerações presentes, mas também das gerações futuras.

Também estamos escrevendo, convenhamos, mas um novo capítulo de nossa longa trajetória rumo ao Brasil do conhecimento, da inovação, do progresso. Por isso que registro, os benefícios do PROSUB vão muito além da esfera militar: ao construirmos os nossos submarinos, nós estamos construindo saber, estamos construindo autonomia tecnológica. Estamos abrindo novas fronteiras para nossa medicina, para nossa matriz energética, para nossa ciência. E estamos, naturalmente, contribuindo para a criação de empregos de qualidade nos mais variados domínios.

Por isso, registro eu enfaticamente, esta solenidade, senhor comandante, é uma injeção de otimismo. Com isso, nós estamos renovamos nossa confiança no Rio de Janeiro e no Brasil. Não foram poucos os avanços obtidos nestes últimos tempos em termos de progresso para o nosso País e em termos de ordem, que também nós estamos procurando.

Portanto, estamos celebrando esta conquista, que é uma conquista, que já foi salientada aqui, coletiva da sociedade brasileira por meio da Marinha. E tudo isso se deve a décadas de planejamento, que se deve, naturalmente, à capacidade de articularmos uma visão de longo prazo.

Portanto, meus senhores, minhas senhoras, trabalhadores que aqui se empenharam, ministros, deputados federais, meus amigos e colegas, eu quero mais uma vez saudar este momento. Há poucos instantes, o senhor comandante da Marinha, quando me apresentava uma maquete de toda essa área e dizer: é uma honra para nós que o senhor, presidente da República, esteja aqui. Digo eu, concluindo, é uma honra para mim, como chefe da nação, estar aqui assistindo a essa solenidade e participando coletivamente desse grande instante do nosso Brasil.

Meus cumprimentos a todos.         

 Ouça a íntegra do discurso (07min55s) do presidente

Reportar erro