Você está aqui: Página Inicial > Acompanhe o Planalto > Discursos > Discursos do Presidente da República > Discurso do Presidente da República, Michel Temer, abertura na reunião-almoço com representantes do setor da indústria e centrais sindicais

Discurso do Presidente da República, Michel Temer, abertura na reunião-almoço com representantes do setor da indústria e centrais sindicais

por Portal Planalto publicado 12/09/2017 12h22, última modificação 13/09/2017 14h35

Palácio do Planalto, 12 de setembro de 2017

 

Olha, eu quero cumprimentar a todos os que estão aqui no palco e os que estão na plateia.

E dizer muito rapidamente, e introdutoriamente, que esta será uma reunião de trabalho. Não há nenhuma solenidade nesta reunião.

O que me foi proposto, aliás, muito bem veiculado pelos jornais de hoje, foram ideias trocadas entre centrais sindicais, entre centrais de empresários, federações de empresários, com vistas a patrocinar o País.

Foi isso que eu vi nos jornais de hoje, pude ver também, pela pauta que os senhores entregarão, quais são os objetivos dessa reunião.

Portanto, neste momento, volto a dizer aos senhores e às senhoras, sem nenhuma solenidade, portanto com toda a informalidade - a rigor até, nós deveríamos ter uma grande mesa, não é Paulo, devíamos ter uma grande mesa para todos reunidos, mas resolvemos fazer aqui na percepção de que, como está bem organizado, cada um poderá conduzir, fazer as suas propostas e depois nós outros também, do governo, estamos todos juntos, nós também veremos como responder a elas, como encaminhar essas questões, ressaltando desde já a oportunidade desse encontro. Porque significa que a sociedade civil está presente, ou seja, aquela velha ideia de que o governo não governa sozinho, não governa por conta própria, mas governa em conjugação com a sociedade civil. E, particularmente, governa com os setores produtivos do País, ou seja, empregadores e empregados. São os senhores que mobilizam o País, que constituem-se na força mobilizadora do nosso País.

Portanto, é apenas uma palavra introdutória de boas-vindas. Aqui nós teremos uma reunião de trabalho, logo depois nós teremos uma reunião, digamos, mais social, na medida em que teremos o gosto de lhes oferecer um almoço, mas, evidentemente, o que vai acontecer no almoço, quando os senhores terão contato com ministros do governo, os senhores continuarão também a trabalhar. Ou seja, os trabalhos começam agora e devem terminar lá pelas 15 horas, mais ou menos.

De modo que a primeira palavra, a palavra de boas-vindas, eu gostaria de convidar o Paulo Skaf então para dar a formatação desse nosso encontro, já me deu algumas palavras, seria útil que o Paulo Skaf desse essa formatação.

 Ouça a integra do discurso (02min47s) do presidente

 

registrado em: