Você está aqui: Página Inicial > Acompanhe o Planalto > Discursos > Discursos do Presidente da República > Discurso do senhor Presidente da República em exercício, Michel Temer, durante recepção aos atletas olímpicos - Brasília/DF

Discurso do senhor Presidente da República em exercício, Michel Temer, durante recepção aos atletas olímpicos - Brasília/DF

por Portal Planalto publicado 29/08/2016 16h00, última modificação 23/12/2016 21h43

Palácio do Planalto, 29 de agosto de 2016

 

          Bom, vocês viram que, o primeiro efeito dessa solenidade - viu, Nuzman? - foi que permitiu ao ministro dos Esportes, muito sabiamente, pleitear um certo aumento no Orçamento para que, na verdade, a sua Pasta tivesse mais recursos, o que é mais do que legítimo para que possa desenvolver, cada vez mais, o esporte brasileiro.

          Outro registro, Nuzman, que eu quero fazer, é que os ministros aqui, o Padilha, o Alexandre de Moraes, o Raul Jungmann, o Calero, o Alberto Alves, o general Etchegoyen, eles ansiavam para que as Olimpíadas não terminassem nunca (...), porque queriam ficar lá no Rio de Janeiro. E se encantaram muito, naturalmente, com o Rio de Janeiro, mas especialmente se encantaram com a alegria dos nossos esportistas, com o entusiasmo dos nossos esportistas, aqueles brasileiros que hoje, na verdade, dão exemplo para todo o Brasil.

          Foram muitos e muitos jovens que eu encontrei, ao longo das Olimpíadas, cujo sonho passou a ser exatamente participar dos Jogos Olímpicos. Portanto, vocês deram um exemplo, não só  para o Brasil mas, particularmente, para a juventude brasileira, no sentido de incentivá-los à prática desportiva, não é? E nós todos sabemos que o esporte faz a mente sã num corpo são. Isto é que é importante para todos os brasileiros.

          Ademais disso, eu devo dizer que foi com grande satisfação que nós, do governo federal, pudemos participar, em parceria com o governo estadual e o governo municipal, e a iniciativa privada, daquele movimento épico, daquele movimento maravilhoso que se deu no Rio de Janeiro ao longo de sete anos. Porque é interessante, quem examina e acompanha os Jogos Olímpicos, acha que foi ontem. No sábado começou, e durante uma semana se verificaram os Jogos Olímpicos. Mas eu acompanhei, desde o instante de Copenhagen, quando o Rio de Janeiro foi escolhido como sede para os Jogos Olímpicos, foram sete anos de trabalho entusiasmado para que chegássemos ao sucesso que tivemos.

Sucesso na área de revelar ao mundo, mais uma  vez, as potencialidades do nosso País, porque todos ficaram admiradíssimos, tais e tantas eram as afirmações, da mais variada natureza, não é da imprensa brasileira e da imprensa internacional, mas aquela, digamos assim, desconfiança do tipo: “Vai dar tudo errado, não vai dar certo. Primeiro, não vai dar certo porque o Brasil não tem condições de realizar, com grandeza, os Jogos Olímpicos. Segundo, não vai dar certo porque, certa e seguramente, os nossos esportistas brasileiros levarão uma ou duas medalhas, nada mais do que isso”. E vejam que tudo isto foi desmentido pelos fatos, desmentido pelos fatos que, hoje, os senhores dão a honra de entrar aqui no Palácio do Planalto para engrandecer o Brasil.

          Na verdade nós temos a mais absoluta convicção de que o exemplo que vocês deixam com as 19 medalhas se repetirá agora com as Paralimpíadas. Aliás, pela terceira vez eu recebo aqui os atletas olímpicos. Uma primeira antes do Jogos, uma segunda com os paralímpicos, que estiveram na semana passada, e agora para comemorar com os vitoriosos dos esporte brasileiro.

          Eu quero portanto, cumprimentá-los, deixar um pleito de gratidão do governo brasileiro. Porque vocês deram um sentido de unidade absoluta, de união, de fraternidade entre vocês, sob o comando o nosso ministro dos Esportes o Picciani, que se espalha por todo o Brasil.

          O que o Brasil mais quer hoje é a união. O que é o Brasil quer é uma mente sã em um corpo são. O Brasil é um corpo são, com uma mente sã que os senhores transmitem com o seu exemplo.

          Portanto, meus parabéns aos medalhistas, a todos aqueles que participaram dessas disputas revelando um Brasil do tamanho que ele é, não digo maior do que ele é, ou seja, tão grande que é do tamanho que ele é.

          Meus cumprimentos.

 

Ouça a íntegra do discurso (04min28s) do Presidente.