Você está aqui: Página Inicial > Acompanhe o Planalto > Discursos > Discursos do Presidente da República > Declaração à imprensa do Presidente da República em exercício, Michel Temer, após cerimônia de anúncio de nova norma do Programa Minha Casa Minha Vida – Brasília/DF

Declaração à imprensa do Presidente da República em exercício, Michel Temer, após cerimônia de anúncio de nova norma do Programa Minha Casa Minha Vida – Brasília/DF

por Portal Planalto publicado 14/07/2016 12h45, última modificação 23/12/2016 21h43

Palácio do Planalto, 14 de julho de 2016

Fiquei felicíssimo com a conduta cívica da Câmara dos Deputados. Eu acompanhei com muito cuidado, com muito interesse o que lá acontecia e verifiquei uma coisa curiosa, porque nós temos pregado muito ao longo do tempo a pacificação do País, a harmonia entre todos os brasileiros, a harmonia entre os poderes do Estado.

E ontem o que nós assistimos lá nos vários discursos, que eram muitos candidatos, era exatamente a pregação de uma harmonia interna, de uma distensão. E até interessante no último gesto, no último ato, quando se deu o segundo turno, os dois candidatos antes mesmo da eleição se abraçaram para revelar a distensão indispensável para os bons trabalhos legislativos.

Então, naquele momento, eu senti que o Brasil está se distensionando, porque se nós distensionamos o Poder Executivo, hoje a Câmara dos Deputados e o Senado Federal se distensionam, e nós teremos, penso eu, a partir daí, uma harmonia muito maior que será útil para o Executivo.

Vocês sabem que eu tenho trabalhado muito com a tese de que o governo não é só o Executivo, o governo é Executivo, Legislativo e Judiciário. Mas, particularmente, no caso do Executivo, você precisa ter o apoio substancioso do Legislativo. Se você tem um Legislativo em oposição ao Executivo, fica difícil governar.

Por isso que a base mesmo, os candidatos todos praticamente são todos da base. Foi uma disputa muito competente, muito adequada, que teve um resultado que a Câmara dos Deputados desejou, volto a dizer, com harmonia de todos.

Ouça a íntegra da declaração (01min53s) do Presidente.