Você está aqui: Página Inicial > Mandatos de Dilma Rousseff (2011-2015 e 2015-2016) > Releases > Presidenta Dilma visita as obras do Projeto de Integração do Rio São Francisco (PISF)

Presidenta Dilma visita as obras do Projeto de Integração do Rio São Francisco (PISF)

por Portal do Planalto publicado 08/02/2012 12h51, última modificação 21/10/2013 17h06
O objetivo da visita presidencial é avaliar o andamento das obras para que possam ser adotadas ações que acelerem a integração do Rio São Francisco com as bacias hidrográficas de rios intermitentes e açudes nos estados de Pernambuco, Ceará, Rio Grande do Norte e Paraíba (PB)

 

Nesta quarta-feira (8/2), a presidenta da República, Dilma Rousseff, visitará as obras do Projeto de Integração do Rio São Francisco (PISF), passando pelos canteiros de obras de Mauriti (CE) e Floresta (PE). As visitas começam às 11h10 (horário local), em Floresta.

O objetivo da visita presidencial é avaliar o andamento das obras para que possam ser adotadas ações que acelerem a integração do Rio São Francisco com as bacias hidrográficas de rios intermitentes e açudes nos estados de Pernambuco (PE), Ceará (CE), Rio Grande do Norte (RN) e Paraíba (PB).

O novo modelo de acompanhamento das obras é uma das ações previstas para dar agilidade ao projeto de integração do São Francisco. Anteriormente, essas obras eram acompanhadas por lotes e passarão a ser acompanhadas por metas. Essas metas correspondem a trechos que, quando concluídos, terão funcionalidade e trarão benefício imediato à população do semiárido. Agora, a cada meta concluída, haverá a ligação entre o Rio e seus açudes, permitindo assim que a população seja beneficiada com mais agilidade.

Além das ações para integração entre Rio e açudes, o Projeto contempla ainda  ações de revitalização do São Francisco e de compensação ambiental nos trechos impactados pelas obras.

Segundo Ministério da Integração Nacional, o PISF, composto por 700 km de extensão, foi criado com o objetivo de assegurar o acesso à água pelas famílias do semiárido. Em 390 municípios, 12 milhões de pessoas serão beneficiadas. Atualmente, o Projeto emprega em torno de 3,9 mil trabalhadores, podendo atingir 6,5 mil até o final das obras.

 

Mais informações
Assessoria de imprensa
Ministério da Integração Nacional (61) 3414-5891

registrado em:
Assunto(s): Governo federal