Você está aqui: Página Inicial > Mandatos de Dilma Rousseff (2011-2015 e 2015-2016) > Releases > Presidenta Dilma Rousseff preside a 37ª Reunião do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social

Presidenta Dilma Rousseff preside a 37ª Reunião do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social

por Portal do Planalto publicado 29/06/2011 10h25, última modificação 21/10/2013 17h06
A 37ª edição do encontro acontece às 10h30 no Salão Nobre do Palácio do Planalto

A presidenta da República, Dilma Rousseff, participa, nesta terça-feira (26/04), da primeira reunião de 2011 do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social (CDES), órgão consultivo da Presidência da República. A 37ª edição do encontro acontece às 10h30 no Salão Nobre do Palácio do Planalto.

Criado em maio de 2003, o CDES é presidido pela Presidenta Dilma Rousseff e seus conselheiros têm mandato de dois anos, a encerrar-se em agosto de 2011. Um dos seus principais objetivos é a discussão de questões nacionais e a elaboração de propostas que sirvam de base para políticas públicas e programas do governo federal.

Na plenária desta terça-feira serão expostas as perspectivas da economia brasileiras que serão debatidas e analisadas por 90 representantes da sociedade civil entre empresários, sindicalistas, intelectuais  e líderes de movimentos sociais.

Mesa-Redonda Brasil-União Europeia – Após a 37ª plenária, acontece, em Brasília, a 4ª reunião da Mesa-Redonda Brasil-União Europeia da Sociedade Civil. Em sua 4ª edição 24 representantes do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social e do Comitê Econômico e Social Europeu (CESE) se reunirão para discutir temas como segurança alimentar e desenvolvimento sustentável. As discussões entre CDES e CESE prosseguirão na quarta-feira (27/04) e seus resultados devem ser apresentados na Cúpula dos Chefes de Estado e de Governo do Brasil e da União Europeia.

Desde sua criação, o CDES já acumula diversas contribuições para o avanço do país. Após sugestões oriundas do Conselho, o governo regulamentou as operações de crédito consignado em folha de pagamento, a conta investimento e a Lei de Falências, além de contribuições para o projeto de lei que instituiu as parcerias público-privadas, para a Lei Geral das Micro e Pequenas Empresas, para o Fundo de Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb) e para a Agenda Nacional do Trabalho Decente.

 

Mais informações
Assessoria de imprensa
Secretaria de Relações Institucionais (61) 3411-1996