Você está aqui: Página Inicial > Mandatos de Dilma Rousseff (2011-2015 e 2015-2016) > Releases > Presidenta Dilma participa da cerimônia de lançamento da 5ª edição dos Jogos Mundiais Militares no Rio de Janeiro

Presidenta Dilma participa da cerimônia de lançamento da 5ª edição dos Jogos Mundiais Militares no Rio de Janeiro

por Portal do Planalto publicado 09/08/2011 12h58, última modificação 21/10/2013 17h06
Esta edição dos Jogos, que acontece no período de 16 a 24 de julho, reunirá cerca de 6 mil atletas e 2 mil delegados vindos de mais de 100 países

Neste sábado (16/7), às 18 horas, a presidenta da República, Dilma Rousseff, participa da cerimônia de lançamento dos 5º Jogos Mundiais Militares (JMM) do Conselho Internacional do Esporte Militar (CISM). O evento ocorrerá no Estádio Olímpico João Havelange (Engenhão) no Rio de Janeiro (RJ). Intitulada de Jogos Mundiais Militares Rio 2011, esta edição, que acontece no período de 16 a 24 de julho, reunirá cerca de 6 mil atletas e 2 mil delegados vindos de mais de 100 países.

Os Jogos Mundiais Militares Rio 2011 contarão com 20 modalidades esportivas, sendo 15 delas olímpicas – atletismo, basquete, boxe, esgrima, futebol, hipismo, judô, natação, pentatlo moderno, taekwondo, tiro, triatlo, vela, vôlei e vôlei de praia – e 5 militares – orientação, paraquedismo, pentatlo aeronáutico, pentatlo militar e pentatlo naval. O Brasil será representado em todas as modalidades por cerca de 250 atletas, que serão acomodados junto com os demais competidores em três Vilas de Atletas, com capacidade para receber 8.332 pessoas. Com um investimento de R$ 400 milhões, as Vilas de Atletas proporcionarão maior conforto aos competidores alojados, oferecendo lojas de lanches e conveniência, agência dos Correios, bancos, casa de câmbio, lavanderia, posto telefônico, salas de reuniões, salas de imprensa e de credenciamento, entre outros.

Para a realização das competições foram selecionados centros esportivos e até de pontos turísticos do Rio de Janeiro, que servirão de espaço para a realização dos jogos, sendo o Engenhão o palco principal, onde ocorrerá a abertura e fechamento dos JMM, e ainda as provas de atletismo e partidas finais de futebol. Dentre as arenas esportivas escolhidas para realização dos jogos estão: o Parque Aquático Maria Lenk, Arena HSBC, Maracanãzinho, Estádio de São Januário, Centro Nacional de Hipismo General Eloy Menezes, Centro Esportivo Miécimo da Silva, Centro Nacional de Tiro Esportivo Tenente Guilherme Paraense, Base Aérea de Santa Cruz, Campo dos Afonsos, Centro de Instrução Almirante Graça Aranha (Ciaga), Campo de Instrução de Avelar, Floresta Nacional Mário Xavier (Flona), Academia Militar das Agulhas Negra e Aeroporto de Resende.

Fora construídos dois ginásios - o ginásio do 26º Batalhão de Infantaria Paraquedista (esgrima) e o ginásio do Centro de Instrução Almirante Milciades Portela Alves (Ciampa) (boxe) – e realizadas diversas benfeitorias em unidades militares já existentes. O Centro de Educação Física Almirante Nunes (Cefan) teve seu ginásio completamente reformado, ganhou uma nova pista de obstáculos para o pentatlo naval e ainda um parque aquático com uma piscina olímpica (50 metros) e uma piscina para saltos. Já a Escola de Educação Física do Exército (Esefex) recebeu um ginásio completamente novo e a Universidade da Força Aérea (Unifa) recebeu novos vestiários, banheiros e sala de musculação. Todos esses investimentos foram realizados com a intenção de preparar esses centros e os atletas brasileiros para os próximos eventos esportivos a serem realizados no Brasil como a Copa das Confederações em 2013 a Copa do Mundo de Futebol em 2014e os Jogos Olímpicos em 2016.

Além dos centros esportivos, quatro pontos turísticos foram contemplados para acolher as competições no Rio de Janeiro: o Posto 6 de Copacabana (triatlo), Escola Naval (provas de vela), Praia do Leme (vôlei de praia) e orla marítima do Recreio dos Bandeirantes até o Parque do Flamengo (maratona).

Em busca da excelência na organização e execução dos JMM, foram criados dois comitês e uma comissão: o Comitê Interministerial de Gestão das Ações Governamentais, criado em 2008, visa fazer cumprir o compromisso do governo brasileiro para realização do evento e é presidido pelo Ministério da Defesa e composto por diversos Ministérios e órgãos vinculados à Presidência da República; a Comissão Desportiva Militar do Brasil (CDMB), criada em 1956, representa o Brasil junto ao Conselho Internacional do Esporte Militar (CISM) e coordena os assuntos referentes ao desporto militar no país; e, por fim, o Comitê de Planejamento Operacional (CPO) encarregado de realizar as operações dos jogos, ações de infraestrutura, comunicação/marketing, gestão de pessoas, relações institucionais/públicas, relações com delegações estrangeiras, logística, inteligência, segurança, comando e controle.

Histórico - Em celebração aos 50 anos do fim da Segunda Guerra Mundial e da assinatura da Carta das Nações Unidas, a primeira edição dos Jogos Mundiais Militares aconteceu em setembro de 1995, em Roma. Na ocasião, o evento reuniu 4 mil atletas de 93 países, que competiram em 17 modalidades esportivas. Atualmente, os JMM são considerados o maior evento esportivo militar do mundo e, em sua 5ª edição, estima-se uma força de trabalho de 10 mil pessoas, incluindo voluntários civis. Cada edição das competições ocorre a cada quatro anos, sempre no ano anterior ao de realização dos Jogos Olímpicos.

Mascote – Buscando aproximação do público infantil e a promoção da paz entre as nações por meio do esporte, o Comitê de Planejamento Operacional (CPO) decidiu por criar um mascote que representasse os Jogos Mundiais Militares Rio 2011.

Para essa missão, o CPO buscou ajuda do desenhista Maurício de Sousa, que criou o mascote Arion, inspirado em um menino que se transforma em um superatleta militar, após ser tocado pela energia da pomba da paz, simbolizada em seu uniforme. De acordo com o site do evento, Arion tem ainda a companhia da Tropa da Paz, que representa as Forças Armadas  (Marinha, Exército e Aeronáutica) e as Forças Auxiliares (Corpo de Bombeiros e Polícia Militar).

O nome Arion significa “o que tem energia” e foi escolhido por internautas por meio do site oficial dos Jogos Mundiais Militares Rio 2011.

 

 

 

Mais informações
Assessoria de Imprensa da Organização do Evento (21) 3232-2830