Você está aqui: Página Inicial > Mandatos de Dilma Rousseff (2011-2015 e 2015-2016) > Releases > Presidenta Dilma lança plano para prevenir e enfrentar crimes nas fronteiras

Presidenta Dilma lança plano para prevenir e enfrentar crimes nas fronteiras

por Portal do Planalto publicado 28/06/2011 16h05, última modificação 21/10/2013 17h06
O Plano prevê operações integradas entre as Forças Armadas e os órgãos de segurança pública federais para prevenir e reprimir ilícitos transnacionais

A presidenta Dilma Rousseff lança nesta quarta-feira (8/6), às 11h, em solenidade no Palácio do Planalto, o Plano Estratégico de Fronteiras. A iniciativa prevê uma série de operações integradas entre as Forças Armadas e os órgãos de segurança pública federais para prevenir e reprimir ilícitos transnacionais.

Os objetivos centrais do Plano são a redução dos índices de criminalidade e o enfrentamento ao crime organizado por meio da atuação integrada das instituições dos ministérios da Justiça e da Defesa, além da cooperação com os países que fazem fronteira com o Brasil. Entre os crimes fronteiriços mais comuns estão o tráfico de drogas, de armas e de pessoas, além dos ilícitos ambientais e fiscais, como o contrabando e o descaminho.

O Plano Estratégico de Fronteiras reúne ações integradas da Marinha, do Exército, da Aeronáutica, dos departamentos de Polícia Federal e de Polícia Rodoviária Federal, além da Secretaria Nacional de Segurança Pública e da Força Nacional de Segurança Pública. Em uma segunda etapa, está prevista a participação de órgãos estaduais e municipais de segurança nas operações.

A área de atuação do Plano abrangerá mais de 2,3 milhões de quilômetros quadrados, o que equivale a 27% do território nacional. As ações cobrirão os principais pontos da linha de fronteira, cuja extensão é de 16.886 quilômetros. A faixa de fronteira brasileira se projeta por 150 quilômetros para dentro do território nacional a partir da linha divisória com os dez países vizinhos, compreendendo 11 estados, 710 municípios e abrangendo uma população de 10,9 milhões de pessoas.

Mais informações
Assessoria de imprensa
Ministério da Defesa (61) 3312-4071
Ministério da Justiça (61) 2025-9962