Você está aqui: Página Inicial > Mandatos de Dilma Rousseff (2011-2015 e 2015-2016) > Releases > Presidenta Dilma entrega Prêmio Anísio Teixeira, em comemoração aos 60 anos da Capes

Presidenta Dilma entrega Prêmio Anísio Teixeira, em comemoração aos 60 anos da Capes

por Portal do Planalto publicado 09/08/2011 12h32, última modificação 21/10/2013 17h06
Prêmio Anísio Teixeira será entregue a pesquisadores e professores que contribuíram para o crescimento da educação e da ciência no Brasil

Às 15h desta segunda-feira (11/7), a presidenta Dilma Rousseff entrega, no Palácio do Planalto, o prêmio Anísio Teixeira a pesquisadores e professores que contribuíram para o crescimento da educação e da ciência no Brasil. A premiação faz parte da comemoração dos 60 anos da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), do Ministério da Educação.

O Prêmio Anísio Teixeira foi instituído pelo Ministério da Educação em 1981, nas comemorações dos 30 anos de criação da Capes. A cada cinco anos, são homenageadas personalidades brasileiras com relevante contribuição para o desenvolvimento da pesquisa em pós-graduação no país. Patrono da educação Brasileira, Anísio Teixeira (1900-1971) dirigiu a Capes de 1951, ano de criação, até 1963.

Neste ano, serão os homenageados: Álvaro Toubes Prata, reitor e professor titular da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC); Fernando Galembeck, professor titular da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), vinculado ao Instituto de Química; João Fernando Gomes de Oliveira, professor titular da Escola de Engenharia de São Carlos, da Universidade de São Paulo (USP) e diretor-presidente do Instituto de Pesquisas Tecnológicas do Estado de São Paulo; Luiz Bevilacqua, professor emérito da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ); e Nelson Maculan Filho, professor titular da Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Capes – Há seis décadas, a Capes contribui para a formação de profissionais, avalia cursos de mestrado e doutorado, oferece acesso à divulgação científica e promove cooperação científica nacional e internacional. Em 2010, concedeu 116 mil bolsas - 58 mil no país e cinco mil no exterior, além de 53 mil para a educação básica. No ano anterior, ajudou na formação de 50.168 mestres e doutores. A ampliação do número de pessoas pós-graduadas no país é uma das prioridades da Política Nacional de Educação e de Ciência e Tecnologia do governo federal. Em 2010, a distribuição de bolsas foi mais expressiva nas regiões Sul (12.467) e Sudeste (26.940). No entanto, cabe observar que a evolução da concessão de bolsas para as regiões Norte e Nordeste tem sido expressiva desde 2003. Naquele ano, foram concedidas 809 para a região Norte, contra 2.915 em 2010 – um aumento de mais de 260%; no caso da região Nordeste, foram 3.780 em 2003 e 11.723 em 2010 – um acréscimo de cerca de 210%.

A instituição também oferece conteúdo científico para a formação de pesquisadores, mestres e doutores. O Portal de Periódicos da Capes, maior biblioteca virtual brasileira de informação científica, registrou mais de 67 milhões de acessos em 2010. Neste ano, atingiu marca superior a 29 mil títulos em todas as áreas do conhecimento.

Nesses 60 anos, a Capes comemora a evolução e o crescimento da pós-graduação brasileira e a bem-sucedida implementação de programas que contribuem para aprimorar a qualidade da educação básica, com a formação de professores mais bem preparados para atuar nas escolas brasileiras.

Mais informações
Assessoria de imprensa
Ministério da Educação (61) 2022-7500