Você está aqui: Página Inicial > Mandatos de Dilma Rousseff (2011-2015 e 2015-2016) > Releases > Presidenta Dilma assina decreto que regulamenta o programa Ciência sem Fronteiras e lança editais para oferecer bolsas de estudo no exterior

Presidenta Dilma assina decreto que regulamenta o programa Ciência sem Fronteiras e lança editais para oferecer bolsas de estudo no exterior

por Portal do Planalto publicado 13/12/2011 10h31, última modificação 21/10/2013 17h06
O CsF é uma iniciativa do governo federal que busca promover a consolidação, expansão e internacionalização da ciência e tecnologia, da inovação e da competitividade brasileiras por meio do intercâmbio de alunos de graduação e pós-graduação e da mobilidade internacional

 

A presidenta da República, Dilma Rousseff, lança nesta terça-feira (13/12), durante cerimônia no Palácio do Planalto, editais que vão selecionar 12,5 mil estudantes universitários de graduação para bolsas de estudo no exterior. Podem concorrer às bolsas alunos de universidades públicas e privadas.

As bolsas fazem parte do Programa Ciência sem Fronteiras (CsF), que vai oferecer, até 2014, mais de 100 mil bolsas de estudos no exterior, em quatro anos, das quais 75 mil têm o apoio do governo federal e 26 mil da iniciativa privada. O beneficio se destina a estudantes e pesquisadores nas áreas de tecnologia e inovação, nas modalidades graduação-sanduíche, educação profissional e tecnológica e pós-graduação (doutorado-sanduíche, doutorado pleno e pós-doutorado).

Decreto - Na mesma solenidade, a Presidenta assinará o decreto que regulamenta o programa Ciência sem Fronteiras, que nesta primeira fase vai beneficiar apenas estudantes de graduação, para instituições de ensino superior dos Estados Unidos, Reino Unido, Alemanha, Itália e França. As oportunidades são em cursos de graduação na “modalidade sanduíche” (casos em que os estudantes cursam um ano no exterior) e a previsão é de que cada um dos países ofereça, para graduação, até 2014, 10 mil bolsas, sendo que para os Estados Unidos a previsão é de 18 mil.

Inscrições – O período de inscrições será de 13 de dezembro de 2011 a 15 de janeiro de 2012 e, para se candidatar às bolsas, os estudantes devem atender aos requisitos definidos por edital de seleção.

Primeiros selecionados – O primeiro edital do Programa Ciência sem Fronteiras já selecionou, em caráter experimental, candidatos para cursos de graduação na modalidade sanduíche em universidades norte-americanas. A chamada pública coordenada pela Capes, recebeu 7.007 inscrições. Mil e quinhentos candidatos foram selecionados e os primeiros 841 embarcam em janeiro de 2012. Os demais seguirão em julho de 2012 para curso de idioma.

Atração de cientistas - Dois outros editais serão lançados na cerimônia desta terça-feira com o objetivo de trazer estrangeiros ou brasileiros que atuam no exterior. O primeiro, Atração de Jovens Talentos, busca atrair e estimular a fixação, no Brasil, de jovens pesquisadores residentes no exterior, preferencialmente brasileiros, que tenham destacada produção científica e tecnológica. O segundo, Pesquisador Visitante Especial (PVE), busca fomentar o intercâmbio e a cooperação internacional visando o fortalecimento das pesquisas em temas prioritários por meio de parceria com lideranças internacionais. O objetivo é trazer para o Brasil pesquisadores de alto nível, que se destacam na área onde atuam.

Tecnólogos – A chamada pública Curso Superior de Tecnologia Sanduíche no Canadá (Tecnólogo Sanduíche), voltada a estudantes de instituições da Rede Federal de Educação Profissional e Tecnológica, permitirá a realização de estudos e estágio em instituições de ensino do Canadá. A seleção dos alunos será feita pelas instituições de destino.  O candidato, depois de pré-selecionado pela instituição, deverá se inscrever no site do Programa Ciência sem Fronteiras, por meio do formulário on-line disponível no site www.cienciasemfronteiras.gov.br e enviar a documentação descrita no edital.

Ciência sem Fronteiras – O Programa Ciência sem Fronteiras é uma iniciativa do Governo Federal que busca promover a consolidação, expansão e internacionalização da ciência e tecnologia, da inovação e da competitividade brasileira por meio do intercâmbio de alunos de graduação e pós-graduação e da mobilidade internacional.

O programa é fruto de esforço do Ministério da Educação (MEC) e do Ministério da Ciência e Tecnologia (MCT), por meio de suas respectivas instituições de fomento – Capes e CNPq –, e Secretarias de Ensino Superior e de Ensino Tecnológico do MEC.

 

Mais informações
Assessoria de imprensa
Ministério da Ciência e Tecnologia e Inovação – MCTI (061) 3317-7515 / 7514
Ministério da Educação – MEC (61) 2022-7500 / 7575

registrado em:
Assunto(s): Governo federal