Você está aqui: Página Inicial > Mandatos de Dilma Rousseff (2011-2015 e 2015-2016) > Releases > Ministros preveem rápida reconstrução de dique em Campos (RJ)

Ministros preveem rápida reconstrução de dique em Campos (RJ)

por Portal do Planalto publicado 10/01/2012 19h56, última modificação 21/10/2013 17h06
As autoridades anunciaram medidas emergenciais para reconstrução das localidades que sofrem com as cheias dos rios Muriaé e Paraíba do Sul

Brasília, 10/01/2012- Os ministros dos Transportes, Paulo Sérgio Passos, e da Integração Nacional, Fernando Bezerra Coelho, sobrevoaram nesta terça-feira as áreas atingidas por fortes chuvas, no município de Campos, no Rio de Janeiro. As autoridades anunciaram medidas emergenciais para reconstrução das localidades que sofrem com as cheias dos rios Muriaé e Paraíba do Sul. O Departamento Nacional de Infraestrutura dos Transportes (DNIT) irá recuperar os trechos destruídos da BR-356, onde um dique se rompeu, no último dia 5, na altura do KM 118,7, próximo ao distrito de Três Vendas.

Os ministros sobrevoaram a BR-356 - que cruza a cidade de Campos e segue rumo à divisa com Minas Gerais, sempre paralela ao leito do rio Muriaé.  A aeronave também sobrevoou a localidade de Três Vendas, às margens da BR-356, no exato ponto em que houve o rompimento do dique. A prefeita de Campos, Rosinha Garotinho, e o vice-governador do Rio de Janeiro, Fernando Pezão, receberam os ministros e acompanharam as vistorias, na região.

O ministro dos Transportes explicou, em coletiva à imprensa, também na cidade de Campos, que a Pasta irá recuperar os trechos intransitáveis da BR-356. Informou ainda que  reconstruirá, com solução definitiva para evitar novo acidente, o ponto em que um dique rompeu a pista da rodovia, no KM 118,7. Passos adiantou que, assim que as águas baixarem, será feito um desvio no trecho rompido, próximo ao distrito de Três Vendas.

"Nós vamos encontrar uma solução definitiva para esse trecho da BR-356. Ao longo dos anos, a rodovia assumiu um papel de dique. Mas ela não foi construída para isso. Seguramente, a estrada foi importante para a retenção das águas, mas não era essa sua função. Faremos um profundo estudo hidrológico junto à Agência Nacional de Águas. O meu compromisso com a prefeita [Rosinha Garotinho] e o [vice-governador] Pezão é de desencadear essas providências imediatamente", afirmou o ministro dos Transportes.

"Nós viemos renovar o nosso alerta, com a finalidade de minimizar os danos provocados pelas enchentes", afirmou o ministro Bezerra, garantindo, junto com o ministro dos Transportes, a recuperação de todas as estruturas comprometidas em Campos e região. "Vamos também realizar o trabalho de revitalização do dique que protege a cidade de Campos", confirmou Bezerra, garantindo que essas ações são complementares às que já vinham sendo executadas pelo Governo Federal.

Espírito Santo receberá apoio

O Espírito Santo contará com recursos do governo federal para aplicar em ações de ajuda às vítimas das chuvas, que castigam o estado desde o final do ano passado, e também na recuperação de pontes e reforço de encostas nos municípios afetados. Para isso, o governo do estado formalizará o pedido, que deve girar em torno de R$ 20 milhões, para assistência às vítimas e reconstrução. O anúncio foi feito pelo ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra Coelho, nesta segunda-feira (09/01), após reunião com o governador capixaba, Renato Casagrande, em Vitória, da qual participou também o ministro dos Transportes, Paulo Sérgio Passos. Os dois ministros também realizaram um sobrevoo em cidades da região metropolitana atingidas pelos alagamentos.

 

Mutirão de técnicos começa a chegar às áreas críticas

Parte da força-tarefa de geólogos e hidrólogos mobilizada ontem em caráter emergencial pelo governo federal já começa a chegar às áreas mais afetadas pelas chuvas em Minas Gerais, Rio de Janeiro e Espírito Santo. O grupo foi fornecido especialmente pelo Serviço Geológico do Brasil (CPRM) e pela Agência Nacional de Águas (ANA), que reduziram as equipes encarregadas dos trabalhos rotineiros e enviou geólogos e hidrólogos para compor a Força Nacional de Apoio Técnico para auxiliar no monitoramento geológico. O objetivo é identificar as áreas com maior risco de desmoronamento e alertar as autoridades estaduais e municipais para a necessidade de desocupação imediata.

Minas Gerais recebeu mais 2 toneladas de medicamentos e insumos

Já o ministro da Saúde, Alexandre Padilha, acompanhou nesta terça-feira o trabalho das equipes de saúde nas regiões atingidas por enchentes em Minas Gerais e anunciou que ainda hoje mais duas toneladas de medicamentos e insumos chegariam a Belo Horizonte, além das oito toneladas que já haviam sido enviadas na semana passada.

Ele visitou os municípios de Além Paraíba, Guidoval e Ubá. Durante a visita, o ministro acompanhou o trabalho das equipes de profissionais de saúde em hospitais e unidades de saúde, certificando-se de que todos os pacientes de risco já haviam sido devidamente transferidos. "A primeira prioridade é evitar o risco de morte", resumiu, explicando que a Força Nacional do SUS vem participando de ações de prevenção para evitar mortes em deslizamentos recentes, como nos municípios de Juiz de Fora e Contagem.

Entre quinta-feira (5) e esta terça-feira (10) o Ministério da Saúde enviou 14,8  toneladas de medicamentos e insumos para os estados mais afetados pelas chuvas fortes - dez toneladas para Minas Gerais , quatro para o Rio de janeiro e 800 quilos para o Espírito Santo.

Distribuído a todos os municípios mineiros afetados por enchentes, o material pode atender 25 mil pessoas ao longo de três meses (ou 75 mil durante um mês). Os pacotes contêm antibióticos, antiinflamatórios, antiparasitários, analgésicos, antitérmicos, anti-hipertensivos, ataduras, esparadrapos, luvas, máscaras, cateteres e seringas, entre outros materiais para atender a população na fase mais crítica após a enchente.

 

Quase 300 mil famílias terão Bolsa Família antecipado em MG

Subiu para 104 o número de municípios de Minas Gerais que tiveram antecipados, para o próximo dia 18, os pagamentos dos benefícios do Bolsa Família referentes ao mês de janeiro. Em fevereiro, o saque está previsto para o dia 14. Essa medida visa atender os beneficiários que moram nas cidades que se declararam em situação de emergência devido às enchentes. Ao todo, segundo dados de dezembro de 2011, serão pagos R$ 33.399.771 para 289.453 mil famílias.

Os pedidos de antecipação devem ser encaminhados pelas prefeituras às secretarias estaduais de Assistência Sociais. Elas são encarregadas de formalizar o pedido para antecipar o pagamento do benefício. Beneficiários que perderam seus cartões e documentos pessoais podem procurar as prefeituras para emissão de Declaração Especial de Pagamento, que permitirá o saque em agência bancária. Trata-se de um documento de caráter provisório emitido quando ocorre situação de emergência. Por meio da declaração, será permitido somente o pagamento do benefício do mês a que se refere.

Na semana passada, o Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS) já havia antecipado a data de pagamento do Bolsa Família em 71 municípios mineiros por causa das enchentes.

 

CEF divulga contas para doações ao Rio de Janeiro e Minas Gerais

A Caixa Econômica Federal divulgou a abertura de duas contas para arrecadação de doações para vítimas das enchentes no Rio de Janeiro e Minas Gerais. A medida faz parte do Plano de Ações divulgado pelo banco na última sexta-feira.

A Caixa também deslocou duas Unidades de Atendimento Temporário (caminhões-agências) para locais onde se concentrarão pessoas  que estão deixando seus locais de residência.

Número das contas para doação:

Rio de Janeiro: 0199.006.2012-8

Minas Gerais: 0935.006.700-8

Presidência da República

Secretaria de Comunicação Social (SECOM)

Com informações de:

Ministério da Integração Nacional -www.mi.gov.br

(61) 3414 5836 - Imprensa-MI@integracao.gov.br

Ministério dos Transportes - www.transportes.gov.br

(61) 2029 7038

Ministério da Saúde - http://portalsaude.saude.gov.br

(61) 3315 6262 agencia.saude@saude.gov.br

Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome - www.mds.gov.br

(61) 3433-1021 joao.Rodrigues@mds.gov.br

Agência Nacional de Águas -www.ana.gov.br

(61) 2109-5103 imprensa@ana.gov.br;

CAIXA - www.caixa.gov.br/imprensa

(61) 3206-4488 / 4489 imprensa@caixa.gov.br

registrado em:
Assunto(s): Governo federal