Você está aqui: Página Inicial > Mandatos de Dilma Rousseff (2011-2015 e 2015-2016) > Releases > Governo federal investe R$ 2,1 bilhões em São Paulo

Governo federal investe R$ 2,1 bilhões em São Paulo

por Portal do Planalto publicado 19/08/2013 13h52, última modificação 21/10/2013 17h06

 

A presidenta da República, Dilma Rousseff anuncia, nesta segunda-feira (19), investimentos de R$ 2,1 bilhões do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC2) para municípios do Grande ABC (SP). Deste total, R$ 1,6 bilhão são recursos do Orçamento Geral da União (OGU) e R$ 514 milhões de financiamento.

Os investimentos serão para obras de mobilidade urbana (R$ 793 milhões), urbanização e construção de 8.477 unidades do programa Minha Casa, Minha Vida (R$ 1,186 bilhão) e contenção de encostas (R$ 104 milhões). As obras vão beneficiar famílias que hoje moram em 113 áreas de risco, além de melhorar a qualidade do transporte urbano na região do Grande ABC.

Os investimentos em mobilidade urbana totalizam R$ 793 milhões, sendo R$ 31,6 milhões para produção de projetos e R$ 761,3 milhões para a execução de obras. Do total de investimentos neste setor, R$ 419 milhões são recursos do OGU e R$ 374 milhões de financiamento.  A estimativa é alavancar R$ 1,1 bilhão em obras a partir do investimento de R$ 31,6 milhões na produção de projetos.

Serão construídos os corredores de ônibus: Guido Aliberti/Lauro Gomes/ Taioca (R$ 162,5 milhões), Alvarenga/Roberto Kennedy/Couros (R$ 306,3 milhões), Leste-Oeste (R$ 101,2 milhões), Sudeste (137,8 milhões), Centro de Controle Operacional e sistemas (R$ 5 milhões). Os municípios beneficiados são: Santo André, São Bernardo do Campo, São Caetano do Sul, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra.

Na área de urbanização de assentamentos precários o investimento é de R$ 1,186 bilhão para construção de 8.477 unidades habitacionais do programa Minha Casa, Minha Vida que vão abrigar 19.639 famílias (cerca de 80 mil pessoas) retiradas de áreas de risco a serem recuperadas. As obras são em Santo André (R$ 355,7 milhões), São Bernardo do Campo (R$ 580 milhões), Diadema (R$ 72,6 milhões) e Mauá (R$ 178 milhões).

Em contenção de encostas, os recursos de R$ 104 milhões irão recuperar 113 áreas de alto risco nos municípios de Diadema (R$ 25 milhões), Mauá (R$ 49 milhões) e São Bernardo (30 milhões).

 

Mais informações:
Ministério das Cidades
Assessoria de Comunicação Social – (61) 2108-1602
www.cidades.gov.br

 

 

registrado em:
Assunto(s): Governo federal