Você está aqui: Página Inicial > Mandatos de Dilma Rousseff (2011-2015 e 2015-2016) > Releases > Em Canoas, Presidenta Dilma participa de cerimônia de entrega de novos leitos para o Hospital da Universidade Luterana do Brasil

Em Canoas, Presidenta Dilma participa de cerimônia de entrega de novos leitos para o Hospital da Universidade Luterana do Brasil

por Portal do Planalto publicado 01/09/2011 21h32, última modificação 21/10/2013 17h06
Segundo o Ministério da Saúde, o investimento mensal será de R$ 1,5 milhão – totalizando R$ 18 milhões anuais

 

Nesta sexta-feira (2/9), a partir das 14h, a presidenta da República, Dilma Rousseff, participa de cerimônia de entrega de 110 novos leitos – sendo 10 para Unidade de Terapia Intensiva (UTI) – para assistência aos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS) no Hospital Universitário da Universidade Luterana do Brasil (Ulbra), localizado em Canoas (RS). A iniciativa faz parte do programa Saúde Toda Hora, que está organizando as redes de atenção em todo o país.

Na ocasião, também será anunciada a adesão do Hospital Universitário Ulbra à Rede Cegonha, programa que amplia o cuidado à gestante e ao bebê desde o planejamento familiar até os dois anos de idade da criança. A adesão será feita por meio da Casa da Gestante, que funciona dentro do Hospital. Haverá ainda a criação do Centro de Parto Normal, que futuramente funcionará junto ao prédio do hospital.

Estrutura – Com esse novo investimento, o hospital irá disponibilizar um total de 285 leitos/SUS à população. Atualmente, o Hospital Universitário Ulbra dispõe de 250 leitos, sendo 38 de UTI e o restante de internação. Desse total, 70% são do SUS. A unidade tem capacidade de realizar por mês sete mil atendimentos ambulatoriais, 800 internações, 300 cirurgias, 280 partos, 30 mil exames de diagnóstico e 100 próteses auditivas.

Histórico – Em janeiro deste ano, o Sistema de Saúde Mãe de Deus, instituição filantrópica tradicional do estado, assumiu a gestão assistencial, administrativa e financeira do Hospital Universitário Ulbra. A assinatura do convênio entre a Prefeitura de Canoas e a instituição, com prazo de cinco anos para vigorar, contou com o apoio do Ministério da Saúde.

Gestante e bebê – As Casas da Gestante são locais que funcionam como estrutura de apoio a elas – principalmente àquelas que precisam de cuidados especiais – durante a gestação e após o parto. Atende a mulheres que não podem retornar às suas casas, seja por algum problema de saúde (mas que não requer hospitalização) ou devido a dificuldades de deslocamento até suas residências.

Essas instituições também acolhem as mães de recém-nascidos que tiveram alta de UTI ou UCI (Unidade de Cuidados Intermediários), mas que ainda demandam cuidados diários de alta complexidade. As Casas contam com plantão diário em enfermagem e visitas médicas.

Parto normal – Os Centros de Parto Normal fazem parte da Rede Cegonha, lançada no último mês de março pela presidenta Dilma. O objetivo desses Centros é humanizar o nascimento da criança, oferecendo às gestantes um ambiente com maior privacidade para o momento do parto.

As unidades contam com enfermeiros obstétricos e, se necessário, equipe médica. Os Centros de Parto Normal foram concebidos a partir de experiências e modelos positivos desenvolvidos em países como Holanda, França e Inglaterra. Atualmente, existem 25 Centros de Parto Normal no país. O primeiro deles a ser inserido na concepção da Rede Cegonha foi inaugurado em Salvador (BA), na última sexta-feira (26/8).

 

Mais informações
Assessoria de imprensa
Ministério da Saúde (61) 3315-3580

registrado em: , ,
Assunto(s): Governo federal