Você está aqui: Página Inicial > Mandatos de Dilma Rousseff (2011-2015 e 2015-2016) > Notas Oficiais > MRE divulga nota informativa sobre a visita da Presidenta da Argentina, Cristina Fernández de Kirchner, ao Brasil

MRE divulga nota informativa sobre a visita da Presidenta da Argentina, Cristina Fernández de Kirchner, ao Brasil

por Portal do Planalto publicado 09/08/2011 12h15, última modificação 21/03/2014 16h16
Durante a visita de trabalho é instalado o Conselho Empresariai Brasil-Argentina e avaliados os projetos do Mecanismo de Integração e Coordenação em áreas como cooperação nuclear, defesa, ciência e tecnologia, saúde, transporte e integração produtiva

O Ministério das Relações Exteriores (MRE) divulgou a Nota à Imprensa nº 279, com informações sobre a visita da Presidenta da Argentina, Cristina Fernández de Kirchner, ao Brasil. Leia abaixo a íntegra da Nota.

A Presidenta da Nação Argentina, Cristina Fernández de Kirchner, realizará visita de trabalho a Brasília, em 29 de julho, quando será recebida pela Presidenta Dilma Rousseff.

Durante a visita, será instalado o Conselho Empresarial Brasil-Argentina, criado por ocasião da visita da Presidenta Dilma Rousseff à Argentina, em 31 de janeiro de 2011. O Conselho tem o propósito de aproximar as comunidades de negócios dos dois países, para discutir questões de interesse mútuo, como competitividade, desenvolvimento científico e tecnológico e estratégias comuns de inserção nos mercados internacionais.

As Presidentas Dilma Rousseff e Cristina Fernández de Kirchner também avaliarão o andamento de projetos do Mecanismo de Integração e Coordenação Brasil-Argentina (MICBA), em áreas como cooperação nuclear, defesa, ciência e tecnologia, saúde, transportes e integração produtiva.

A Presidenta Cristina Kirchner inaugurará, ainda, a nova sede da Chancelaria da Embaixada argentina em Brasília.

A visita da Presidenta Cristina Kirchner ocorre no marco das celebrações do vigésimo aniversário da Agência Brasileiro-Argentina de Contabilidade e Controle de Materiais Nucleares (ABACC). A ABACC foi criada em 1991 e tem como objetivo oferecer garantias adicionais de que todos os materiais e instalações nucleares nos territórios brasileiro e argentino sejam usados apenas para fins pacíficos.

O Brasil é o principal parceiro comercial da Argentina. Em 2010, o intercâmbio bilateral chegou a cerca de US$ 33 bilhões, superando o recorde histórico de US$ 30,8 bilhões, registrado em 2008. Mais de 80% do intercâmbio comercial é composto por bens industrializados. Na primeira metade de 2011, o volume do comércio cresceu 27% em relação a igual período de 2010.

Mais informações www.mre.gov.br