Você está aqui: Página Inicial > Mandatos de Dilma Rousseff (2011-2015 e 2015-2016) > Notas Oficiais > MRE divulga nota informativa sobre a Cúpula de Chefes de Estado do MERCOSUL e Estados Associados e XLV Reunião do Conselho do Mercado Comum

MRE divulga nota informativa sobre a Cúpula de Chefes de Estado do MERCOSUL e Estados Associados e XLV Reunião do Conselho do Mercado Comum

por Portal do Planalto publicado 02/08/2013 09h08, última modificação 21/03/2014 16h10
O encontro de Chefes de Estado será precedido da XLV Reunião do Conselho do Mercado Comum do MERCOSUL (CMC), no dia 11 de julho

 

O Ministério das Relações Exteriores (MRE) divulgou a nota à imprensa nº 241, com informações sobre a Cúpula de Chefes de Estado do MERCOSUL e Estados Associados e XLV Reunião do Conselho do Mercado Comum. Leia abaixo a íntegra da nota.

A Presidenta Dilma Rousseff participará, em Montevidéu, da Cúpula dos Chefes de Estado do MERCOSUL e Estados Associados, a realizar-se no dia 12 de julho. O encontro de Chefes de Estado será precedido da XLV Reunião do Conselho do Mercado Comum do MERCOSUL (CMC), no dia 11 de julho.

Na Cúpula de Montevidéu, serão analisadas maneiras de aperfeiçoar a integração no âmbito econômico-comercial, com perspectivas para incremento dos fluxos de comércio e investimentos intra e extrazona, e no plano político, por meio do processo de incorporação de novos membros plenos, como Bolívia e Equador, e associados, como Guiana e Suriname. Serão avaliadas, também, propostas de ampliação da participação social no MERCOSUL. À margem da Cúpula, serão realizadas a segunda edição do Fórum Empresarial do MERCOSUL e a XV Cúpula Social do Bloco. Ao final da Cúpula, a Presidência Pro Tempore do MERCOSUL será transferida à Venezuela.

O MERCOSUL constitui a mais bem-sucedida iniciativa de integração na América do Sul. O bloco representa, atualmente, cerca de 80% do PIB, 72% do território, 70% da população, 58% dos ingressos de investimento estrangeiro direto e 65% do comércio exterior regional. De 2008 a 2012, enquanto as trocas globais cresceram 13%, a corrente de comércio entre os membros do MERCOSUL cresceu mais de 20%. Desde a criação do Bloco, o valor do comércio intraMERCOSUL cresceu mais de nove vezes, e a corrente comercial do Bloco com o resto do mundo multiplicou-se por oito.

O êxito econômico-comercial do processo de integração é acompanhado de convergência estrutural, concertação política entre os membros e efetiva participação social de seus cidadãos. Em 2012, durante a Presidência Pro Tempore brasileira, foi criado o Sistema Integrado de Mobilidade e foi aprovada decisão que assegura a periodicidade semestral da Cúpula Social do MERCOSUL e estabelece sua vinculação institucional ao Bloco.

 

Mais informações www.mre.gov.br