Você está aqui: Página Inicial > Mandatos de Dilma Rousseff (2011-2015 e 2015-2016) > Entrevistas > Entrevista exclusiva concedida pela Presidenta da República, Dilma Rousseff, ao Jornal da Record

Entrevista exclusiva concedida pela Presidenta da República, Dilma Rousseff, ao Jornal da Record

por Portal do Planalto publicado 06/07/2012 21h31, última modificação 04/07/2014 12h37
Presidenta Dilma fala sobre a Olimpíada de Londres que acontecerá entre os dias 27 de Julho a 12 de Agosto de 2012

 

04 de julho de 2012

 

Jornalista: Presidenta, que tipo de torcedora a senhora é? É daquelas que grita, fica angustiada...

Presidenta: Que sofre e tampa o olho.

Jornalista: Sofre quieta, então.

Presidenta: É aquela que faz assim, olha.

Jornalista: Mas entende as regras de tudo, acompanha?

Presidenta: Da grande maioria dos jogos, sim. Principalmente os de equipe, porque os jogos de equipe são os jogos que te envolvem muito.

Jornalista: Vôlei, basquete...

Presidenta: Vôlei, basquete...

Jornalista: Futebol?

Presidenta: Futebol também. Agora, eu gosto muito de vôlei, porque o jogo que você joga é o jogo que você mais entende, não é?

Jornalista: É verdade.

Presidenta: Porque você meio que se identifica ali.

Jornalista: Claro. E olha que oportunidade a senhora tem, porque a senhora está pegando as Olimpíadas de Londres, agora, com um desempenho que parece vai ser muito bom, do Brasil, depois Copa no Brasil, depois Olimpíadas no Brasil, e a preparação toda vai se dar através do governo Dilma. Todo mundo diz que o que o esporte precisa, no Brasil, é um grande gerente, e ninguém tem dúvida de que a senhora é uma grande gerente. A senhora acha que a senhora pode fazer isso? Isso pode ser um grande legado?

Presidenta: Olha, nós estamos fazendo um imenso esforço, através do Ministério do Esporte, com o ministro Aldo, de fazer uma virada no esporte, trazendo técnicos de fora, porque, também, assegurar ao atleta o acesso à melhor tecnologia esportiva é algo fundamental para você poder ter um...

Jornalista: Bom desempenho, não é?

Presidenta: É, e um nível de atletismo que esteja de acordo com o resto do mundo, senão você não compete.

Jornalista: Competitivo, claro.

Presidenta: Mas eu acredito muito que essa Olimpíada de Londres, ela pode ser uma virada, pode ser um momento em que o maior número de modalidades esportivas sejam aquelas onde a gente terá bom resultado.

Jornalista: A senhora acha que vai fazer diferença a transmissão dos jogos se dar de maneira completa, quer dizer a Olimpíada estar no ar o tempo inteiro, e não só em compactos e...

Presidenta: Ah, eu acho que vai fazer toda a diferença. E mostra, também, que a gente atingiu um patamar em que isso é possível, não é? É possível fazer uma cobertura de tempo integral. Isso eu acho que faz toda a diferença na Copa.

Jornalista: O ônibus da Record finalmente chegou a Brasília, depois de correr o país. Foram milhares de quilômetros – 13 mil quilômetros –, cinco regiões brasileiras visitadas, vários shows, vários eventos, as clínicas do esporte, e agora, finalmente, a gente está terminando essa etapa do ônibus olímpico...

Presidenta: Aqui em Brasília.

Jornalista: ...aqui em Brasília. E milhares de crianças praticaram esporte com os nossos atletas comentaristas durante esse percurso todo.

Presidenta: Que bom isso!

Jornalista: A gente era recebido nas cidades do interior com faixa...

Presidenta: Você foi em todos?

Jornalista: Eu fui em quase todos.

Presidenta: Quase todos?

Jornalista: Nos shows finais, fiz a transmissão dos jornais de lá. É emocionante.

Presidenta: E mobiliza as pessoas, não é?

Jornalista: Mobiliza, é emocionante.

Presidenta: Você vai nas... Você vai em Londres?

Jornalista: Vou, no dia 18 eu embarco.

Presidenta: Ah, eu também.

Jornalista: Também?

Presidenta: Vou, vou lá torcer para o meu povo.

Jornalista: Vai ver a abertura?

Presidenta: Vou ver a abertura.

Jornalista: A senhora é pé quente?

Presidenta: Sou pé quente.

Jornalista: Bem pé quente.

Presidenta: Sou pé quente. Agora, eu não vou ficar, viu, Ana? Eu não posso ficar. Então, eu vou lá ver a abertura e depois eu vou acompanhar pela televisão, pela Record, vou acompanhar os jogos.

Jornalista: Bom, queria que a senhora, então, deixasse uma mensagem para quem vai estar lá e para quem, no Brasil, participou do nosso esquenta olímpico com o ônibus da Record, enfim.

Presidenta: Olha, para quem está lá, eu acho que a gente tem de dizer o seguinte: muita fibra, muita coragem e treinem, treinem que a gente ganha. E para nós todos, que estamos assistindo, vamos assistir, torcendo pelo Brasil, não é?

Jornalista: Muito obrigada, Presidenta, foi um prazer.

Presidenta: Obrigada, viu, Ana Paula?

 

Ouça a íntegra da entrevista (03min42s) da Presidenta Dilma

registrado em: ,
Assunto(s): Governo federal