Você está aqui: Página Inicial > Mandatos de Dilma Rousseff (2011-2015 e 2015-2016) > Entrevistas > Entrevista concedida pela Presidenta da República, Dilma Rousseff após visita do Presidente do Uruguai, José Mujica - Brasília/DF

Entrevista concedida pela Presidenta da República, Dilma Rousseff após visita do Presidente do Uruguai, José Mujica - Brasília/DF

por Portal do Planalto publicado 07/11/2014 20h32, última modificação 10/11/2014 14h35

Palácio do Planalto-DF, 07 de novembro de 2014

 

Presidenta: Faz duas perguntas. Eu estou com...

 

Jornalista: Como foi o encontro?

 

Presidenta: Olha, foi um encontro muito bom. Nós temos uma relação muito forte dentro do Mercosul e, especificamente, também somente com o Uruguai, e fizemos um balanço muito produtivo do que foi o nosso relacionamento. Porque nós conseguimos uma integração energética que está há muito tempo sendo buscada, não é? Essa integração está baseada não só na interconexão de transmissão, mas também em projetos conjuntos feitos com a Eletrobras e a empresa Uruguaia, isso significa que quando sobrar energia lá, eles vendem para nós e quando sobrar energia aquim nós vendemos para eles. Aquele que tiver o menor preço, tem prioridade. Além disso, nós tivemos várias outras atividades. A questão da integração produtiva é uma questão importante, não é? Nós temos buscado essa ligação, tanto no que se refere à tecnologia da informação como a várias outras áreas e também, eu acredito que construímos um relacionamento que é um relacionamento baseado em uma concepção da importância que eu acho que, o Brasil tem na região acho que o Uruguai, tem uma frase até do Dom Pepe Mujica, que é uma frase fantástica. Ele dizia, sempre ao começar a reunião: “Nem o Brasil tem culpa de ser tão grande, nem o Uruguai de ser tão pequeno”. E um processo de integração é, justamente, sermos capazes de olhar os interesses da região. Porque certamente, essa região do mundo, onde nós nos localizamos, é hoje o mercado, tem um mercado que eu considero muito significativo, esse mercado é um mercado que nós temos de ajudar a construir e a expandir, todas essas economias dessa região e, principalmente, as sociedades dessa região procuraram formas de equacionar o problema secular que é da desigualdade, portanto, muitas pessoas, muitos latino-americanos foram levados a serem consumidores, e isso também, significou e vai significar sempre, significou, significa e vai significar um grande mercado para nós.

 

Jornalistas: (incompreensível).

 

Presidenta: Eu não vou, não vou. Infelizmente para vocês, não é hoje este anúncio. Eu vou para o G20 agora segunda-feira. Muito obrigada.

 

Ouça a íntegra da entrevista (03min11s) da Presidenta Dilma Rousseff

registrado em: , ,