Você está aqui: Página Inicial > Mandatos de Dilma Rousseff (2011-2015 e 2015-2016) > Entrevistas > Entrevista coletiva concedida pela Presidenta da República, Dilma Rousseff, após visita ao ex-Presidente Luiz Inácio Lula da Silva no Hospital Sírio-Libanês - São Paulo/SP

Entrevista coletiva concedida pela Presidenta da República, Dilma Rousseff, após visita ao ex-Presidente Luiz Inácio Lula da Silva no Hospital Sírio-Libanês - São Paulo/SP

por Portal do Planalto publicado 31/10/2011 20h54, última modificação 04/07/2014 11h40
Entrevista coletiva concedida pela Presidenta da República, Dilma Rousseff, após visita ao ex-Presidente Luiz Inácio Lula da Silva no Hospital Sírio-Libanês - São Paulo/SP

São Paulo-SP, 31 de outubro de 2011

 

Presidenta: ...questão de força do organismo dele e, também, da extrema energia que sai da bondade do Presidente, da alegria de viver que ele tem. Então, eu saio aqui certa de que nós vamos, em janeiro, ver o Presidente desfilando na Gaviões da Fiel.

Jornalista: Como é que é, Presidente? Em janeiro... Não deu para ouvir.

Presidenta: Nós vamos, em janeiro, ver o Presidente participando lá, do desfile da Gaviões da Fiel.

Jornalista: Presidente, a senhora já passou por essa experiência vivida pelo Presidente.

Presidenta: Já.

Jornalista: Como é que a senhora encontrou o Presidente? Ela ainda está tomando os medicamentos? O que a senhora conta?

Presidenta: Ele está iniciando. Eu o encontrei muito bem. O Presidente tem um organismo muito forte. Para você ter uma ideia, eu peguei essa gripe que, como vocês estão vendo, eu estou no finalzinho dela, porque eu saí de Brasília, faziam uns nove graus, mais ou menos, e parei lá, com o presidente Lula, e fomos os dois para Manaus, onde faziam 42 graus, à sombra. Eu peguei a gripe, ele está inteiro e forte aí. Então, eu tenho certeza de que a forma... cada organismo reage de um jeito.

Eu sofri muito na minha quimioterapia, uma coisa muito chata. Agora, tenho certeza de que o presidente Lula vai ter... ele tem uma capacidade de superar dificuldades, desafios muito grande, então...

Jornalista: Que tipo de dica a senhora deu para ele? (incompreensível)

Jornalista: Presidente, nós estamos ao vivo no Jornal da Band...

Presidenta: Olha, a gente conversou sobre muita coisa. Quero te dizer que com ele a gente não conversa só sobre isso. Eu dei poucas dicas, porque o presidente Lula estava bem mais interessado em discutir o G-20, por exemplo; estava bem mais interessado em discutir como é que está o desempenho dos países da União... da zona do Euro; como é que a crise está ocorrendo, como é que é a forma de superação, muito empenhado em uma questão que é muito importante, que é o fato de que não há registro na história de soluções para uma crise sem que, concomitantemente, você tenha crescimento.

Então, eu quero te dizer o seguinte: o Presidente é uma pessoa que olha para fora; ele não fica triste olhando para dentro. Ele olha para fora, ele olha para o mundo, ele olha para a vida, e é para isso que ele dá importância. Então, a conversa com o Presidente é sempre uma conversa muito alegre, muito diversa e sempre dos temas do país, do mundo...

Ele está muito preocupado em ver o que o Minha Casa, Minha Vida que tem, por exemplo, um milhão e... primeira coisa que ele me disse, que tem um milhão de contratos, que o pessoal pega dois contratos e fala: “Ah, é a catástrofe”, entendeu?

Jornalista: Ele reclamou alguma coisa da quimioterapia?

Presidenta: Disso, ele reclamou do Minha Casa, Minha Vida, que tem um milhão de contratos e que é um absurdo, porque o pessoal trata – porque ele assistiu isso na televisão – o pessoal trata como sendo uma catástrofe ter três contratos que estão sendo mal utilizados por algumas pessoas.

Jornalista: Ele está bem de um modo geral, recebeu bem a quimioterapia?

Presidenta: Ele está maravilhoso de humor, ele está excepcional de humor. Ele está assim, com aquela alegria dele.

Jornalista: Mas ele falou, ele não poupou a voz (incompreensível)?

Presidenta: Olha, ele poupou a voz, ele está falando baixo, mas de repente ele sai um pouco do tom e fala mais alto.

Jornalista: Ele fez algum comentário sobre o fato de ele ficar sem cabelo ou sem a barba, que é a marca registrada?

Presidenta: Não, para mim ele não fez nenhum comentário. Mas eu quero dizer, aproveitar que vocês me dão essa oportunidade...

Jornalista: Nós estamos, inclusive, ao vivo no Jornal da Band.

Presidenta: ... e dizer que o povo brasileiro que torce por ele, que quer que ele melhore pode ter certeza de que ele é um guerreiro, e que ele vai sair mais desse desafio inteiro, feliz e vai ainda dar muita contribuição para o nosso país. Obrigada.

 

Ouça a íntegra da entrevista (04min35s) da Presidenta Dilma

registrado em: ,
Assunto(s): Governo federal